Data: 04/04/2013 11:37 / Autor: Erik Oliveira / Fonte: PMSCS

São Caetano entra na guerra contra a dengue

Cidade participa da Semana Estadual de Mobilização Contra a Dengue


São Caetano realizará ações estratégicas para eliminar possíveis focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti
São Caetano realizará ações estratégicas para eliminar possíveis focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti

Crédito: Du Merlino/PMSCS

 

Com foco em ações em escolas e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), a Prefeitura de São Caetano do Sul participará da Semana Estadual de Mobilização Contra a Dengue, que será organizada pela Secretaria de Estado da Saúde entre os dias 8 e 12 de abril. Na cidade, uma equipe de 10 agentes do Centro de Controle de Zoonoses estará comprometida em realizar as ações estratégicas para eliminar possíveis focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença, e alertar a população.

De acordo com Melissa Vautier, coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses sancaetanense, o pessoal envolvido na atividade também terá papel fundamental em orientar funcionários da manutenção e limpeza dos locais visitados para que adotem as medidas necessárias que evitam o desenvolvimento do Aedes Aegypti. “Instruiremos ainda com a distribuição de panfletos e cartazes.”

Trabalho – Além da participação na Semana Estadual de Mobilização Contra a Dengue, São Caetano tem um trabalho permanente para o combate a essa doença. Na cidade, a cada 15 dias, a equipe de combate à dengue visita pontos que podem concentrar focos da doença (borracharias, cemitérios e supermercados). Nesses locais, se encontrada, é coletada a larva do mosquito e feito tratamento químico (produtos especiais) ou físico (drenagem da água).

Já a operação bloqueio é promovida se diagnosticado caso de dengue. Neste procedimento, a equipe passa a vigiar intensamente a casa e mais nove quarteirões ao redor do local em que foi constatada contaminação, para combater uma possível proliferação.

Periodicamente, o pessoal da Zoonoses faz um teste para detectar o índice de densidade larvária na cidade. Nesse processo, se a classificação chegar no número 4, a situação começa a ficar problemática.

Algumas dicas de prevenção à dengue:
- Não deixar a água, mesmo quando limpa, parada em qualquer tipo de recipiente;
- Manter recipientes, como caixas d’água, barris, tambores, tanques e cisternas, devidamente fechados;
- Não deixar água parada em locais como vidros, potes, pratos, vasos de plantas garrafas, latas, pneus e panelas, entre outros;
- Remover folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas;
- Não deixar a água da chuva acumulada sobre lajes;

- Lavar semanalmente tanques utilizados para armazenar água com escovas e sabão;
- Encher de areia até a borda pratos utilizados em vasos de planta;
- Trocar a água e lavar com escova e sabão vasos utilizados para abrigar plantas aquáticas;
- Não jogar lixo em terrenos baldios;
- Colocar lixo em sacos plásticos e manter a lixeira sempre bem fechada.

Comente aqui