Data: 27/02/2020 11:37 / Autor: Bignardi Junior / Fonte: PMSCS

São Caetano cria Comitê de Emergência e Combate ao Coronavírus

Na reunião foram deliberadas ações importantes, porém, o consenso geral é tranquilizar a população para que não haja pânico


São Caetano cria Comitê de Emergência para delinear estratégias para combater o coronavírus
São Caetano cria Comitê de Emergência para delinear estratégias para combater o coronavírus

Crédito: Letícia Teixeira / PMSCS

A Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da Secretaria de Saúde, está preparada para combater uma eventual epidemia de coronavírus e informa que não há casos suspeitos de pessoas infectadas no município. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (26/2), no auditório do Complexo Hospitalar Municipal, para cerca de 50 profissionais da área.

O encontro marca, também, a criação do Comitê de Emergência e Combate ao Coronavírus, formado por 10 pessoas entre médicos, enfermeiros, agentes de saúde e da vigilância sanitária. A medida preventiva foi implantada pelo prefeito José Auricchio Júnior e pela secretária de Saúde, Regina Maura Zetone.

Na reunião foram deliberadas ações importantes, porém, o consenso geral é tranquilizar a população para que não haja pânico. “O coronavírus é semelhante ao vírus da gripe, com sintomas e tratamentos parecidos. As mortes que aconteceram pelo mundo foram de pessoas que já tinham baixa imunidade”, explicou Regina. “É de extrema importância que haja o esclarecimento para a população de que temos de ter sempre o hábito de lavar as mãos com sabão por 20 segundos e após tossir ou espirrar, evitar aglomerações e nada de pânico”, completou a secretária.

Nesta quinta-feira (27), a Secretaria de Saúde entrega para todos os agentes de saúde um protocolo, com objetivo de orientar a Rede de Saúde para atuação na identificação, notificação e manejo oportuno de casos suspeitos de Infecção Humana pelo Novo Coronavírus.

“Neste protocolo, reafirmamos a forma de evidenciar um caso suspeito, que deve ser identificado através de três situações: pela febre ou pelo menos um sinal, sintoma respiratório, como tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros; pelo histórico de viagem vinda de uma área de alerta de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas e, por fim, contato próximo de caso confirmado de coronavírus (2019-nCoV) em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas”, finalizou Regina Maura.

Por fim, caso tenha vindo de área onde há ocorrência da doença (China, Itália, Alemanha e outros países que já entraram no alerta da OMS) e apresente sintomas da doença, procure imediatamente as Unidades Básicas de Saúde (UBS) Amélia Richard Locatelli (Alameda João Galego, 01,  Bairro Santa Maria), Dolores Massei (Rua Senador Fláquer, 134, Bairro São José), Nair Spina Benedicts (Rua Oswaldo Cruz, 1.153, Bairro Oswaldo Cruz) e Dr. Ivanhoé Esposito (Rua Flórida, 295, Bairro Barcelona) de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e aos sábados, das 8h às 12h - nos demais horários, o paciente deve recorrer ao Hospital Municipal de Emergências Albert Sabin ou à UPA Julio Marcucci Sobrinho (Rua Aurélia, 101, Bairro Santa Paula). Estas quatro UBSs estão aptas a realizarem as coletas (exames) de pacientes com suspeita.

A secretária de Saúde informou a todos na reunião que as coletas de exames serão enviadas diária e diretamente ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, especialista em infectologia, e que o exame deve ter resultado em até 48 horas.

Crédito: Letícia Teixeira / PMSCS

Comente aqui