Data: 13/05/2021 17:51 / Autor: Mark Ribeiro / Fonte: PMSCS

São Caetano concede permissão de uso de área à Escola Metodista O Semeador

A permissão de uso é válida por tempo indeterminado


Prefeitura de São Caetano concede permissão de uso de área à Escola Metodista O Semeador
Prefeitura de São Caetano concede permissão de uso de área à Escola Metodista O Semeador

Crédito: Letícia Teixeira / PMSCS

O prefeito de São Caetano do Sul, Tite Campanella, assinou nesta quinta-feira (13/5) o decreto de permissão de uso de área à Escola Metodista O Semeador, que atende 72 crianças e adolescentes com deficiência intelectual, múltiplas deficiências e autismo. A escola, criada em 1974, funciona desde 1980, em regime de comodato, na Rua dos Meninos, 555, Bairro Nova Gerty, uma área pública do município.

A permissão de uso é válida por tempo indeterminado. A contrapartida da escola é seguir oferecendo ao município a educação de crianças e adolescentes da cidade com deficiência intelectual.

“O Semeador realiza um trabalho valoroso junto à nossa comunidade. São décadas de prestação de serviços de qualidade, que contribuem no desenvolvimento e no bem-estar de crianças e jovens com deficiência, sempre fazendo prevalecer o espírito de benemerência, que precisa ser prestigiado. Estou muito orgulhoso em ser o signatário desta permissão de uso”, afirmou Tite Campanella.

Participaram do ato o presidente da Assembleia Geral da AMAS (Associação Metodista de Ação Social, mantenedora da escola), pastor Paulo Roberto Wagner; o tesoureiro Alfredo Trindade; a integrante do Conselho, Maria Trindade; o pastor Wagner Ribeiro; e o chefe de Gabinete, Bruno Vassari.

“Este decreto de permissão de uso dá tranquilidade para nós, da instituição, e principalmente às famílias dos nossos alunos, que têm a garantia da continuidade do trabalho. Agradecemos muito à iniciativa do prefeito Tite Campanella”, destacou Paulo Wagner.

A ESCOLA

A Escola Metodista O Semeador é mantida pela Amas (Associação Metodista de Ação Social da Igreja Metodista de São Caetano do Sul). É referência no atendimento de alunos com TGD (Transtornos Globais do Desenvolvimento). Seu projeto pedagógico segue o currículo da escola regular, com adaptações necessárias ao atendimento de seus alunos.

Entre as atividades estão Arte-educação; Educação cristã; Educação para o pensar; Educação ambiental; Educação física adaptada; Expressão corporal (teatro e dança); Educação musical; Brinquedoteca; Jogoteca; Laboratório de informática; Educação tecnológica assistiva; Playground; e comunicação alternativa para alunos que ainda não utilizam a oralidade para se comunicar.

Os programas educacionais são coordenados por equipe multidisciplinar composta por pedagogos pós-graduados, assistente social, psicólogos, fonoaudiólogas, coordenadora pedagógica, diretora escolar, auxiliares de classe, pessoal de apoio administrativo e de cuidados com o prédio escolar.

Comente aqui