Data: 29/02/2020 08:28 / Autor: Redação / Fonte: Sesc São Caetano

Projeto “Cena de Teatro” celebra 20 anos de parceria entre Sesc e Fundação das Artes

Realização da Fundação das Artes e Sesc São Caetano, o evento busca aproximar o público do fazer teatral com diversas atividades em setembro


Crédito: Aro Ribeiro

Nesse ano a Fundação das Artes e o Sesc São Caetano celebram 20 anos de parceria no projeto “Cena Aberta”, que atendeu diversas gerações de atores e estudantes de teatro do ABC e continua aproximando o público do fazer teatral, por meio do contato com profissionais e estudiosos envolvidos com a prática e, assim, fomentando o cenário cultural do Grande ABC. Na edição passada de 2019 foram realizados 2 espetáculos, 1 oficina e 3 bate-papos, totalizando um público de 547 pessoas.

Nessa edição que vai de 6 a 14 de março, faz a reflexão do coletivo como caminho para a realização teatral. Como convidados, grupos que surgiram em períodos diferentes da nossa história contemporânea e que trilharam caminhos e escolhas estéticas que os tornaram referência em relação à qualidade técnica e pensamento artístico. 

A abertura do Cena de Teatro 2020 ocorre dia 6, às 19h30, no Teatro Santos Dumont, com a apresentação da peça Avesso do Claustro, produzida pela Cia do Tijolo. O espetáculo se constrói a partir da trajetória de três personagens cheios de questionamentos e perplexidades diante de nosso momento histórico atual.

A obra ganha corpo a partir de poemas e histórias que através do espaço tempo, só possível no teatro, atores, personagens, palco e plateia buscam reaprender a imaginar novos mundos possíveis em tempos obscuros.

Os diretores do espetáculo Dinho Lima Flor e Rodrigo Mercadante, participam do bate-papo “Abertura do Claustro no dia 10, às 19h30, no Sesc São Caetano, para detalhar o processo de pesquisa, escrita e montagem do espetáculo.

Outro destaque na programação é o espetáculo “O Amigo Fiel” no Teatro Santos Dumont, dia 7, às 16h. De forma poética, o Grupo Sobrevento, parte de um conto de Oscar Wilde e através do teatro de sombras e simples bonecos feitos de galhos e folhas, fazem críticas a sociedade contemporânea que vivemos.

A diretora Sandra Vargas e o cenógrafo Luiz André Cherubini irão partilhar os detalhes da criação do espetáculo durante bate-papo no dia 11, às 19h30, no Sesc São Caetano.

Também compõe o projeto Cena de Teatro 2020 o bate papo sobre “Pesquisas e trajetórias de coletivos teatrais da região”, no dia 12, às 19h30, com os mestres Priscila Ferreira Perazzo e Esdras Domingos, onde apresentarão suas pesquisas de como foi e como está o cenário teatral da região do ABC.

E quem finaliza a celebração de 20 anos no dia 14, às 13h são os diretores Karen Menatti e Rodrigo Mercadante com a oficina “Poesia como Procedimento para a liberdade”, que promete despertar e ampliar o olhar e estado poético para a criação teatral, através de exercícios corporais buscarão inspiração no modo criativo. Para realizar a oficina o participante deve apresentar uma proposta de poesia para a pesquisa.

ESPETÁCULOS
Teatro Santos Dumont – Av Goiás, 1111 – Centro - SCS
Ingressos - R$ 30,00 / R$ 15,00 / R$ 9,00

O Avesso do Claustro
Com Cia do Tijolo
Dia 6/3, sexta, das 19h30 às 22h30

O espetáculo se constrói a partir da trajetória de três personagens cheios de questionamentos e perplexidades diante de nosso momento histórico atual. Três figuras que perambulam pelo centro de três grandes cidades brasileiras: um pesquisador em visita ao Recife, uma moradora que caminha pelas ruas da cidade de São Paulo e uma cozinheira que vive aos pés do Cristo Redentor se encontram para ouvir de novo a voz do Bispo, ouvir seus poemas e histórias, dialogar com ele, concordar com ele e por vezes questioná-lo. Diante desse encontro inusitado no espaço e no tempo, só possível no teatro, atores, personagens, palco e plateia buscam reaprender a imaginar novos mundos possíveis em tempos obscuros.
Não recomendado para menores de 12 anos

O Amigo Fiel
Com Grupo Sobrevento
Dia 7/3, sábado, das 16h às 17h

O espetáculo parte de um conto de Oscar Wilde, que criticava o individualismo, a hipocrisia, o egoísmo e a falta de solidariedade da sociedade em que vivia, um tema que ainda parece surpreendentemente atual e oportuno. A partir do Teatro de Sombras - que cria uma aura delicada e contemplativa - e de bonecos muito simples feitos com galhos e folhas, o Sobrevento cria um espetáculo contemporâneo de grande força poética, onde os atores alternam-se nos papéis de personagens e de manipuladores e onde a encenação desafia os espectadores a se colocar do lado do personagem principal, descobrindo a ternura e a beleza nas coisas simples que a natureza e a poesia oferecem.

Bate-Papo
Sesc São Caetano - Rua Piauí, 554 – Santa Paula – SCS
Grátis, sem retirada de ingressos

Abertura do Claustro
Com Dinho Lima Flor e Rodrigo Mercadante
Dia 10/3, terça, das 19h30 às 21h30

Dinho Lima Flor, nasceu em Pernambuco na cidade de Tacaimbó. Flertador da poesia desde quando conheceu o Ilo Krugli, é um dos fundadores da Cia do Tijolo, companhia teatral que inaugurou seus trabalhos com a vida e obra do poeta Patativa do Assaré. Foi integrante por mais de uma década do grupo Ventoforte, participou também da Casa Laboratório para as Artes do Teatro. Destaca-se alguns espetáculos de inspiração maior: Concerto de Ispinho e Fulô, Bodas de Sangue, O Homem Provisório, Histórias de Lenços e Ventos, Mistério das 9 Luas e Cantata Para Um Bastidor de Utopias.
Rodrigo Mercadante Formado pela EAD- ECA-USP - Escola de Arte Dramática, Rodrigo Mercadante tem atuado em diversas áreas do mundo do teatro: ator, músico, diretor, diretor musical e professor. Em sua formação profissional, passou pela ULM- Universidade Livre de Música, FUMMA- Fundação Mineira de Arte Aleijadinho e CPT - Centro de Pesquisa Teatral. Integra, há mais de 10 anos, o Teatro Ventoforte, sob a coordenação de Ilo Krugli. É um dos fundadores da Cia. Do Tijolo, grupo no qual dirigiu o espetáculo musical Cante Lá que eu Canto Cá.
Não recomendado para menores de 16 anos

Sobre O Amigo Fiel
Com Sandra Vargas e Luiz André Cherubini
Dia 11/3, quarta, das 19h30 às 21h30

Formada pela Universidade do Rio de Janeiro, SANDRA VARGAS é uma das fundadoras do SOBREVENTO. Foi indicada, em 89, como Melhor Atriz e Revelação de Melhor Atriz aos Prêmios Mambembe e Coca-Cola. Em 2000, ganhou o Prêmio APCA (Atriz). Trabalha como atriz, manipuladora, dramaturga e diretora em quase todos os espetáculos do grupo, apresentados em 23 estados brasileiros e em países de 4 continentes. Responde pela curadoria de festivais internacionais como o FITO - Festival Internacional de Teatro de Objetos. É responsável pela formação e aperfeiçoamento de muitos marionetistas, além de orientar companhias teatrais de vários estados do país que buscam se aproximar do Teatro de Animação ou se aprofundar no Teatro de Objetos. Formado em Direção Teatral pela Universidade do Rio de Janeiro (Uni-Rio) e em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), LUIZ ANDRÉ CHERUBINI é um dos fundadores do GRUPO SOBREVENTO, Companhia Teatral especializada em Teatro de Bonecos e de Animação, com 33 anos de trabalho contínuo. Com o SOBREVENTO, apresentou-se em dezenas de cidades brasileiras e participou dos principais Festivais de Teatro do Brasil, além de apresentar-se em diversas turnês pela Espanha (1997, 1999, 2000, 2001, 2004 e 2007, 2008, 2009, 2011, 2014 e 2018), Irlanda (2000 e 2004), Escócia (2000), Chile (1996, 2002, 2010 e 2019), Argentina (2001 - duas turnês), Colômbia (1998 e 2002), Peru (1988), Angola (2004), Irã (2010), México (2010), Suécia (2011), Estônia (2011), China (2017) e Eslováquia (2018).Trabalha como ator, manipuladora, dramaturgo e diretor em quase todos os espetáculos do grupo.

A Trajetória do Teatro de Grupo no ABCD
Com Priscila Perazzo e Esdras Domingos
Dia 12/3, quinta, das 19h30 às 21h30

Bate-papo sobre pesquisas e trajetórias de coletivos teatrais da região. Mini bios Priscila Ferreira Perazzo Mestre (1997) e Doutora em História Social pela FFLCH-USP (2002). Docente e pesquisadora na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Vice coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da USCS. Coordenadora do Laboratório Hipermídias da USCS. Líder do Grupo de Pesquisa Memórias do ABC. Desenvolveu pesquisa sobre a memória do teatro nas cidades do ABC. Coorganizadora do livro Memórias do teatro no ABC Paulista. Expressões de cultura e resistência (Porto Alegre: PUCRS, 2013) juntamente com Vilma Lemos. Esdras Domingos Formado em interpretação e direção teatral. Tem seu foco de pesquisa, desde o início da carreira, no trabalho de teatro de grupo colaborativo. Nesse sentido, atuou como coordenador do NET (Núcleo de Estudos Teatrais) patrocinado pelo Colégio Singular e é idealizador e, em conjunto com Renata Moré, coordenador da Cia do Nó, espaço teatral que mantém suas pesquisas e projetos de formação e difusão, há 20 anos, na cidade de Santo André. Atuou como ator e diretor de diversos espetáculos, entre eles Babel, com direção de Renato Borgui; Paranapiacaba, com direção de Cristiane Paoli Quito; Mauser, com direção de Márcio Aurélio. Dirigiu A Guerra Santa e O Homem Imortal, de Luís Alberto de Abreu.

OFICINA

Sesc São Caetano - Rua Piauí, 554 – Santa Paula – SCS
Grátis, sem retirada de ingressos

Poesia como Procedimento para a Liberdade
Com Karen Menatti e Rodrigo Mercadante
Dia 14/3, sábado, das 13h às 17h

A poesia tem caminhado cada vez mais por espaços diversos pelo Brasil. Feito água vai construindo seu caminho e ampliando o quanto ela, a poesia é imprescindível como manifestação política e de relação social e de pertencimento. Um eco de almas. A Cia do Tijolo sempre bebeu e bebe da fonte poética e musical na tentativa de um olhar desperto, afetivo e provocador para a criação de seus espetáculos. Dom Helder Câmara, inspiração para o Avesso do Claustro, escreveu mais de mil poemas. Escrevia ininterruptamente durante as madrugadas no seu quarto na Igreja das Fronteiras, em Recife. Dançava com a luz da lua que entrava por uma fresta que habitava seu telhado. Dom Helder insistia em mantê-la aberta para aprofundar sua inspiração.
Não recomendado para menores de 16 anos
PROGRAMAÇÃO COMPLETA
: http://bit.ly/CenadeTeatroSCS

SERVIÇO
Cena de Teatro 2020
Realização: Fundação das Artes e Sesc São Caetano
Dias: 6 a 14 de março de 2020
Horários: consultar a programação - http://bit.ly/CenadeTeatroSCS

FUNDAÇÃO DAS ARTES DE SÃO CAETANO DO SUL
Rua Visconde de Inhaúma, 730
Bairro Oswaldo Cruz
11-4239-2020

Comente aqui