Data: 19/05/2022 15:44 / Autor: Suzel Tunes / Fonte: PMSCS

Prefeito Auricchio entrega mais uma escola revitalizada: EMI Matheus Constantino

EMI Matheus Constantino foi totalmente renovada para atender com mais qualidade as 110 crianças de 4 meses a 3 anos lá matriculadas.


EMI Matheus Constantino
EMI Matheus Constantino

Crédito: Eric Romero/PMSCS

Nesta quarta-feira (18/5), o prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, visitou a EMI (Escola Municipal Integrada) Matheus Constantino, no Bairro Oswaldo Cruz, com o propósito de formalizar a conclusão das obras de revitalização recebidas pela unidade.

“Está linda a escola. Dá vontade de ficar aqui”, elogiou o prefeito Auricchio durante a visita. “É uma felicidade entregarmos mais uma escola revitalizada. Queremos entregar cada vez mais espaços como esse”, celebrou a secretária de Educação, Minéa Fratelli.

A escola infantil integral, que completa 22 anos no dia 19 de maio, foi totalmente renovada para atender com mais qualidade as 110 crianças de 4 meses a 3 anos lá matriculadas. A escola passou por uma requalificação geral, que incluiu desde reparos nas instalações elétrica e hidráulica até pintura interna e externa. 

“Criamos novos espaços, como sala multiuso (com brinquedos, livros e fantasias), novo lactário, uma copa para os funcionários e nova sala para a diretoria, além de adequar a entrada com nova fachada”, complementou a arquiteta Cíntia Kimura, assessora de Obras da Seeduc (Secretaria de Educação).

No novo playground, destaque para a instalação de tanques de areia, pedra de rio, terra e cascalho, para que as crianças possam experimentar diferentes texturas – uma sugestão da equipe da diretora Aline Pereira da Silva, prontamente atendida pela assessoria de Obras.

A analista financeira Mariana Centurioni da Cruz Caracciolo mudou-se para São Caetano há um ano, atraída especialmente pela qualidade do ensino. E, diante da escola reformada, teve a certeza de que tomou a decisão certa: “Achei a escola maravilhosa. É tudo muito conservado e arrumado, as professoras e a diretora são acessíveis e atenciosas. A escola não deixa nada a desejar em relação à particular onde estava a minha filha”, disse Mariana. Na escola, ela tem uma filha de 3 anos, que logo terá a companhia da irmãzinha mais nova, assim que acabar a licença-maternidade. “Mais um mês e ela vem para cá”.

Comente aqui