Data: 24/04/2013 13:54 / Autor: Redação / Fonte: PMSCS

Fundação Pró-Memória inicia 2013 com o pé direito

São Caetano mostra que volta a respirar cultura com novos projetos e exposições


Alunos da EMEF 28 de Julho, realizam trabalhos no Ateliê Pedagógico como parte do projeto Agir e Interagir – Arte e Criação
Alunos da EMEF 28 de Julho, realizam trabalhos no Ateliê Pedagógico como parte do projeto Agir e Interagir – Arte e Criação

Crédito: Acervo Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul

Ainda estamos no final do quarto mês do ano, e a Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul já mostrou que este ano de 2013 será repleto de atividades nas áreas de história, memória, patrimônio e artes. Nesse período, a instituição já promoveu cinco exposições e desenvolveu novos projetos. Quase três mil pessoas participaram das ações promovidas pela instituição neste curto período.

Até o fim do ano muitas atividades ainda estão para acontecer. Além da revista Raízes, com duas edições para 2013, a Pró-Memória está programando o lançamento de um livro ainda no primeiro semestre, e um calendário repleto de exposições e projetos.

Exposições - Hiroshima e Nagasaki: um agosto para nunca esquecer! ficou em cartaz na Casa de Vidro de 23 de fevereiro a 9 de março, e relembrou as trágicas bombas atômicas nas cidades de Hiroshima e Nagasaki, ocorridas em 6 e 9 de agosto de 1945. A exposição contou com parcerias com a Associação Médica de Hiroshima, Associação Médica Brasileira, Associação Hibakuba Brasil pela Paz, Fundação de Cultura pela Paz de Hiroshima e a Prefeitura de Hiroshima/Japão.

Vaidade e hábitos de higiene são o tema da mostra Toques & Retoques – Objetos de toucador e higiene pessoal, promovida pela Pró-Memória desde o dia 20 de março no Museu Municipal. A exposição conta com objetos e acessórios que retratam aspectos da vida privada nas primeiras décadas do século passado. Desde o início do ano, o Museu Municipal está dando continuidade ao projeto A Peça em Destaque, que consiste em selecionar uma peça de um determinado segmento e colocá-la em evidência em um dos espaços expositivos do Museu, de modo que o público possa fornecer novos dados a respeito, enriquecendo o rol de informações históricas dos registros correspondentes a cada uma das peças destacadas. Em março, um baralho espanhol foi a peça escolhida e, em abril, um conjunto de artefatos indígenas.

Já o Espaço Verde Chico Mendes recebe a exposição Patrulheiros Mirins: Uma história de Trabalho e Assistência Social para a construção da Cidadania. Na mostra estão expostas 21 reproduções fotográficas que retratam a trajetória da Associação de Patrulheiros Mirins de São Caetano do Sul Oscar Klein desde sua fundação, em 1959. Os visitantes também podem conferir depoimentos de patrulheiros em um vídeo documentário. A entidade, que completa 54 anos em 2013, tem o objetivo de integrar a formação escolar e profissional, além de oferecer orientação em prol da cidadania para crianças e adolescentes do município.

A Pinacoteca Municipal teve a honra, neste mês, de abrir duas mostras concomitantemente: Aquarelas – A Cor da Memória, que reúne 90 obras de mais de 45 artistas integrantes do Núcleo de Aquarelistas da Faculdade Santa Marcelina e da Associação Brasileira de Aquarela e da Arte Sobre Papel – Aba, e ANITA – Gravadora, realizada em parceria com o IEB (Instituto de Estudos Brasileiros) da Universidade de São Paulo, que trouxe 17 obras de gravura em metal de Anita Malfatti. Em cartaz desde 6 de abril, as exposições já receberam cerca de 650 pessoas.

Como atividade paralela à mostra ANITA-Gravadora, a Pró-Memória está promovendo uma série de palestras denominada Encontros com Professores – Arte-educação e a obra de Anita Malfatti. Com a Profª Dra. Elly Rozo Ferrari, coordenadora dos programas educativos do IEB-USP, como palestrante contou, na programação de abril, com 40 professores inscritos.

Neste mês de abril também foram retomadas as exposições virtuais temporárias no site da entidade. Desde o dia 1°, a Pró-Memória faz uma homenagem ao Dia do Jornalista, comemorado em 7 de abril. A mostra virtual apresenta reproduções de matérias do Jornal de São Caetano das décadas de 1940 e 1950, selecionadas do acervo do Centro de Documentação Histórica.

Novos projetos - Visando estimular a doação de documentos, fotografias, mapas, jornais, livros e objetos que pertenceram aos moradores da cidade, a Fundação lançou o projeto Baú de Memórias, um programa permanente de captação de acervo histórico e de memória de São Caetano.

Os documentos e objetos doados serão incorporados aos acervos do Centro de Documentação Histórica e do Museu Histórico Municipal onde se tornaram importante fonte para pesquisas e preservação histórica de São Caetano do Sul, ampliando o conhecimento histórico sobre a cidade e região por meio da preservação de importantes fontes históricas. Uma das doações recebidas foi um livro de assinaturas da década de 1950 que registra mensagens e fotografias de um grupo de amigas, ex-funcionárias das Indústrias Reunidas Fábricas Matarazzo.

Outra novidade de 2013 é o projeto Raízes e Retratos, que consiste na captação de fotografias antigas para publicação na seção Memória Fotográfica da revista Raízes. O programa é um convite para que a população da cidade participe contando sua história, de sua família, ou de qualquer fato marcante, sob diversos temas.

Na área de artes visuais, a Pinacoteca Municipal criou os projetos Agir e Interagir – Arte e Criação e o Sextas com Arte. Visitas às exposições de arte, orientadas por arte-educadores, que visam ampliar o conhecimento e a fruição estética, por meio de jogos, exercícios de apreciação e expressão artística, integram o Agir e Interagir. Atendendo adultos e crianças, a partir dos 4 anos, a ação já recebeu 225 alunos, de três escolas da cidade, somente este mês.

O projeto Sextas com Arte tem o objetivo de proporcionar aos visitantes um contato mais estreito e lúdico com os primeiros passos do processo de criação e técnicas disponíveis na confecção de desenhos. Ele é realizado todas as sextas-feiras, exceto feriados, no ateliê pedagógico da Pinacoteca Municipal, até o final de 2013. A cada semana será ensinada uma técnica diferente.

A Fundação Pró-Memória realiza ainda o projeto A Cidade como Museu a Céu Aberto, que tem o objetivo de difundir a prática artística do grafite, promover a educação patrimonial e mobilização cultural da comunidade, sobretudo congregando o público jovem e requalificando os espaços públicos por meio da arte. O programa teve início, em abril, com a oficina Arte Urbana, Patrimônio Cultural e História da Cidade.

Programação de maio - No mês de maio, a Fundação Pró-Memória dá continuidade aos projetos permanentes, como Baú de Memórias, A Peça em Destaque e Raízes e Retratos, entre outros, e abre espaço para a novidade, com a oficina Arquivos Pessoais na Prática, que trará dicas de organização e conservação de documentos pessoais e familiares. A oficina será realizada nos dias 5 e 6 de junho, das 14h às 16h30. 

Também serão mantidos os trabalhos do Sextas com Arte e do Agir e Interagir – Arte e Criação, além dos Encontros com Professores, que serão promovidos nos dias 11, 18 e 25 (sábados) pela Profª Dra. Elly Rozo Ferrari, e que visam à discussão da arte-educação por meio da exposição ANITA- Gravadora. Já no dia 16 de maio será realizada palestra Anita Malfatti – Caminhos da Modernidade, das 19h às 21h, também como parte da programação desenvolvida paralelamente à exposição ANITA – Gravadora. O objetivo é contextualizar a vida e a obra da artista.

Na parte das exposições, o público ainda poderá conferir no mês de maio as mostras Aquarelas – A Cor da Memória e ANITA – Gravadora, ambas na Pinacoteca Municipal. Enquanto isso, no Salão Expositivo do Espaço Verde Chico Mendes entrará em cartaz no dia 7, Movimentos Estudantis em São Caetano do Sul: Paixão e Engajamento, que conta por meio de fotos e narrativas a história de alguns movimentos estudantis que agitaram a vida social e cultural da cidade.

Já no Museu Municipal, a partir do dia 22, será possível conferir Uma dupla formidável – Flâmulas e Canetas, que traz flâmulas de diferentes formatos alusivas às diversas atividades e eventos locais, nacionais e internacionais. Também fará parte da mostra uma coleção de canetas do acervo do Museu e do colecionador Marcus Vincenzi da Costa Patrão.

No site também tem exposição nova. Em substituição à mostra virtual Curiosidades nas páginas de um jornal, a Pró-Memória apresenta Chegadas, partidas e história nos trilhos de São Caetano para celebrar os 130 anos da abertura da estação ferroviária de São Caetano, inaugurada em 1° de maio de 1883.

É também em maio que serão abertas as inscrições para a segunda fase do projeto A Cidade como Museu a Céu Aberto: imagens da história de São Caetano, que estará com inscrições abertas para a seleção de trabalhos de arte urbana, que farão parte de uma exposição no Salão Expositivo do Espaço Verde Chico Mendes.

Público presente durante o evento de abertura das exposições Aquarelas – A Cor da Memória e ANITA - Gravadora, na Pinacoteca Municipal
Público presente durante o evento de abertura das exposições Aquarelas – A Cor da Memória e ANITA - Gravadora, na Pinacoteca Municipal

Crédito: Acervo Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul

Comente aqui