Data: 30/03/2020 16:04 / Autor: Redação / Fonte: PMSCS

Farmácia Escola da USCS produz e distribui álcool em gel a hospitais de São Caetano

A atitude contribui para o enfrentamento à disseminação do coronavírus


Crédito: Letícia Teixeira / PMSCS

Em uma iniciativa voluntária, alunos do curso de Farmácia da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul) estão produzindo álcool em gel para serem doados aos hospitais e demais unidades de Saúde da rede municipal. Na semana passada, já foram produzidos e doados 125 litros.

O trabalho é coordenado pela gestora do curso de Farmácia da USCS, Cristina Vidal. Apesar de estarem afastados das aulas, os alunos atenderam prontamente ao convite. A atitude contribui para o enfrentamento à disseminação do coronavírus - nenhum voluntário mora com pessoas do grupo de risco.

“É uma ação muito importante, tanto para os pacientes quanto para os profissionais de Saúde, ainda mais diante da falta do álcool em gel no mercado”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone, que está em contato com indústrias visando a obtenção de matéria-prima para que a USCS continue a produção.

“Para estes 125 litros, a USCS doou parte do que ela tinha de álcool e a Farmácia Escola, utilizando da sua infraestrutura, equipamentos e utensílios próprios para esta manipulação, produziu o álcool em gel”, explica Cristina Vidal.

A farmacêutica reforça que o álcool em gel produzido está sendo destinado àqueles que realmente precisam por estarem nas unidades de Saúde e nos hospitais. “A gente espera que as pessoas não estoquem álcool em casa. Dentro de casa, é água e sabão. Álcool em gel é aquele frasquinho pequeno na bolsa para quem ainda está precisando se locomover nesse período de quarentena, mas que a gente não deixe faltar para quem realmente precisa, que são as pessoas que estão nos hospitais.”

Sobre a utilização do álcool 96°, também encontrado para venda, Cristina esclarece: “Ele não pode ser usado para este fim, pois não é considerado antisséptico. O álcool 96° tem uma concentração muito pequena de água, 4%, e o álcool 70° tem 30%. Essa porcentagem de 30% de água causa uma sinergia no efeito antisséptico do álcool, o que facilita a entrada da substância na membrana da bactéria, do fungo.”

Comente aqui