Data: 18/05/2022 15:53 / Autor: Redação / Fonte: Secult PMSCS

Estação Cultura sedia terceira edição do Festival de Hip Hop 11H2 no sábado

Ao longo do evento, shows de rap, batalhas de breaking e MCs com prêmios em dinheiro, graffiti ao vivo e performance de DJs


Estação Cultura, em São Caetano, sedia Festival de Hip Hop 11H2 no sábado, 21/5.
Estação Cultura, em São Caetano, sedia Festival de Hip Hop 11H2 no sábado, 21/5.

Crédito: Divulgação

O Festival 11H2, nome que presta homenagem à cidade de São Paulo e ao hip hop, realiza sua terceira edição em 2022, com programação que reúne os quatro elementos da cultura hip hop (DJ, MC, graffiti e breaking) e importantes nomes da cena.

O evento acontece no sábado (21/05), das 11h às 20h, na Estação Cultura, em São Caetano do Sul (Rua Serafim Constantino, s/n, Centro, no piso superior do terminal rodoviário). A atividade é gratuita e aberta à participação do público. Entre os dias 18 de abril e 12 de maio foram realizadas de forma online palestras e workshops.

O projeto é realizado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, é organizado pelo Generation Hip Hop Brazil e 1000A Produções. E tem o apoio institucional da Prefeitura de São Caetano do Sul, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

Elementos do hip hop

A ação terá Batalhas de breaking no formato Bonnie & Clyde (um bboy e uma bgirl), com prêmio de R$ 2.000 para a dupla e jaquetas grafitadas. Os jurados são: Andrezinho (Back Spin Crew), Endrigo (Tsunami All Stars) e Thaisinha (Nossa Crew). Haverá também Batalhas de MCs com premiação no valor de R$ 1.000 e jaqueta grafitada, DJ Performance com Miria Alves, Conrado, Tati Laser, Ninja, Vivian Marques e Batata Killa, e graffiti ao vivo com Mr. Fred, Crica Monteiro, Dninja e Binho Ribeiro. Na apresentação, Miwa e “Will Smith”.

E ainda: shows de rap com Odisséia das Flores, De Menos Crime, Negotinho e Shary Laine, participação dos grupos Diástase, La Fúria e Quartier Latin, exposição de jaquetas grafitadas por Minu (Fantastic Force) e de rádios, com Boombox Brasil Crew.

Igualdade de gênero

Primeira e única do país a promover a igualdade de gênero, por meio de uma programação composta por 50% homens e 50% mulheres, o objetivo da atividade é garantir uma formação profissional para os artistas se desenvolverem dentro da cultura hip hop, trazendo conhecimento de pessoas que vêm contribuindo desde o seu surgimento no Brasil. Entre eles, Rose MC, uma das pioneiras no hip hop Feminino. Bgirl em 1985 e rapper a partir de 1992, a artista acumula mais de 37 anos de experiência.

Comente aqui