Data: 03/08/2015 09:06 / Autor: Mark Ribeiro / Fonte: PMSCS

Criminalidade segue em forte queda em São Caetano

Dados divulgados semana passada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado ratificam a forte queda da criminalidade em São Caetano do Sul.


Além da GCM, Prefeitura investe nas polícias Civil e Militar, indo além de suas obrigações constitucionais
Além da GCM, Prefeitura investe nas polícias Civil e Militar, indo além de suas obrigações constitucionais

Crédito: Eric Romero/PMSCS

Os números consolidados do primeiro semestre deste ano mostram significativa retração nos roubos e furtos, comparando com o mesmo período de 2014. O índice de homicídios permaneceu baixo e sem variação, com apenas dois casos nos primeiros seis meses, o menor entre os municípios com mais de 100 mil habitantes da Região Metropolitana de São Paulo.

Segundo a SSP, os roubos de veículos em São Caetano despencaram 49,2% (de 374 para 190 ocorrências no período); os furtos de veículos retraíram 36,5% (de 553 para 351); os roubos de outros bens ou pertences caíram 23,6% (de 606 para 463); e os furtos de outros bens ou pertences recuaram 14,2% (de 870 para 746). Este cenário mostra mais uma vez o êxito das ações de combate ao crime implantadas pela Prefeitura em abril de 2014, com o lançamento do Programa Cidade Segura.

Para o prefeito Paulo Pinheiro, os números alcançados traduzem a eficiência da política de tolerância zero com o crime. “Temos inovado na Segurança com coragem e ousadia. Estamos executando uma série de investimentos em obras, aparelhamento e aumento do efetivo das corporações. E adotamos um trabalho integrado com as forças policias. Esta engrenagem inibe e combate o criminoso de forma sistemática.”

O Programa Cidade Segura concentra o maior pacote de investimentos da história de São Caetano no setor. Entre as ações inovadoras está a ampliação dos efetivos da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal por meio da Atividade Delegada e da Atividade Diferenciada, respectivamente. Nestes programas, a Prefeitura paga para que policiais e guardas atuem em dias de folga.

O projeto da GCM, pioneiro no País, possibilitou que todas as bases de Segurança de São Caetano passassem a funcionar 24 horas por dia. Além disso, o Canil da corporação foi transferido para a divisa com a Capital, inibindo ações delituosas na área que servia de rota de fuga de criminosos.

A Polícia Militar reforçou o seu efetivo também com a Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho (Dejem), que segue os moldes da Atividade Delegada, com o diferencial de que é o Estado quem paga pelos plantões extras. Também há operações periódicas em conjunto com a Polícia Civil e a GCM para fechar o cerco aos criminosos.

O combate ao crime se intensificou ainda mais a partir de abril, com a instalação de uma base avançada do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) na Avenida Goiás. A maior unidade da elite da Polícia Civil no Grande ABC serve como centro de treinamentos, com 40 homens e 18 viaturas partindo para as missões do local estratégico.

E vem mais por aí. O prefeito Paulo Pinheiro anunciou a renovação e ampliação da frota da GCM, com 52 viaturas zero-quilômetro substituindo as atuais 37. E em breve será iniciada a construção de base 24h da corporação na Avenida Guido Aliberti com a Rua Baraldi, de frente para a Avenida Almirante Delamare, na divisa com São Paulo.

Comente aqui