Data: 24/06/2022 15:20 / Autor: Redação / Fonte: Secult PMSCS

Casa do Artesão impulsiona economia criativa com peças exclusivas de profissionais locais

O visitante encontra os produtos dispostos por setores: mesa e banho, skin care, bijuterias, bebê, recicláveis, presentes, entre outros


Remodelada, Casa do Artesão impulsiona economia criativa com peças exclusivas de profissionais locais
Remodelada, Casa do Artesão impulsiona economia criativa com peças exclusivas de profissionais locais

Crédito: Regina Maria Secult PMSCS

Em São Caetano do Sul, os profissionais do artesanato contam com um espaço atrativo e acolhedor para apresentar e vender suas criações. Situada à Rua Para, 88, no centro da cidade, a Casa do Artesão “Reinaldo Joaquim Gomes”, um importante equipamento público de fomento à produção local das artes feitas à mão, está de cara nova.

“O espaço interno está sendo otimizado para receber melhor a população. A nova disposição dos móveis e utensílios dá mais visibilidade com a exposição, inclusive, dos trabalhos dos artesãos recém-chegados, e espaço livre para a realização das Oficinas Culturais”, explica a coordenadora da Casa, Ana Paula Rocha.

O visitante encontra os produtos dispostos por setores: mesa e banho, skin care, bijuterias, bebê, recicláveis, presentes, entre outros. Com a nova disposição por setores, à entrada da loja é possível ter uma visão ampla dos artigos à venda. Outras dependências do estabelecimento receberam novo tratamento para receber os frequentadores, com peças de artesanato como parte da decoração.

O local é administrado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e tem a gestão financeira da Manuartes, a Associação de Trabalhadores e Autônomos em Atividades Artesanais, Artes Manuais, Similares e Conexas de São Caetano do Sul. Cada membro arca com um custo mensal de 10 reais mais 12% sobre o valor das vendas, que é destinado às despesas para a manutenção do espaço.

Participação coletiva

As ações e os projetos da Casa do Artesão estão sendo reformulados e reestruturados tendo por norte a gestão participativa e a participação coletiva. A Casa realizou uma pesquisa online junto a seus integrantes, recebendo sugestões sobre a organização do espaço, a administração, bem como em relação ao atendimento aos artesãos e aos munícipes, entre outros pontos.

Foram 50 artesãos a mais credenciados em um período de 15 dias, totalizando hoje cerca de 300 membros que fornecem milhares de artigos à venda. Ana Paula Rocha ressalta outras novidades no espaço:

“Os profissionais têm os seus nomes nas peças que expõem, valorizando a criação autoral. E, apesar de trabalharmos com produtos artesanais, em que cada peça é única e exclusiva, oferecemos a garantia da troca de qualquer peça em caso de defeito.” Periodicamente, o espaço ganha decoração especial e produtos temáticos voltados a datas comemorativas, como o São João.

A Casa do Artesão também marca presença nos eventos pela cidade realizados pela Prefeitura por meio da Secretaria de Cultura, levando pelo menos uma peça de cada membro da loja, potencializando as possibilidades comerciais dos produtos.

Oficinas Culturais

Maria Cesarina ministra aulas de Arte em Macramê na Casa do Artesão. “É uma experiência nova porque até então as turmas estavam concentradas na Estação Cultura. Aqui, o consumidor vem à loja, conhece de perto a oficina e isso acaba despertando o interesse pelo curso”, comenta a professora.

Para a psicóloga Letícia Gonçalves Villas Boas, aluna de Maria Cesarina, “a loja é uma vitrine do trabalho de outros artesãos. Os alunos se interessam e compram os produtos.”  A avó de Letícia, a professora aposentada Carmem Villas Boas, de 79 anos, faz aula de macramê acompanhada da neta: “Para mim é formidável fazer a oficina neste espaço, que é próximo de onde moro. Sempre observo os trabalhos dos profissionais que expõem aqui. Pretendo, futuramente, fazer outros cursos na Casa do Artesão.”

SERVIÇO

Casa do Artesão “Reinaldo Joaquim Gomes”

Rua Pará, 88, Centro, São Caetano do Sul-SP

Tel.: 4229-9988

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h45 e, aos sábados, das 09h às 13h

Crédito: Eliane Parmezani Secult PMSCS

Comente aqui