Data: 19/02/2020 09:44 / Autor: Redação / Fonte: Fundação das Artes

1º Festival de Verão Fundação das Artes reúne 10 mil pessoas em São Caetano

Evento teve a presença de Paula Lima, Ed Motta e Banda Mantiqueira no Parque Cerâmica Tom Jobim, entre os dias 14 e 16 de fevereiro


1º Festival de Verão Fundação das Artes
1º Festival de Verão Fundação das Artes

Crédito: Leonardo Souzza

Mais de 10 mil pessoas passaram pelo Parque Espaço Cerâmica Tom Jobim no 1º Festival de Verão Fundação das Artes, entre os dias 14 e 16 de fevereiro. Gratuito e com atrações para toda a família, o Festival levou ao palco, entre outras atrações, a cantora Paula Lima na sexta-feira (14), o cantor Ed Motta no sábado (15) e a Banda Mantiqueira no domingo (16).

Com o objetivo de aproximar as atividades desenvolvidas pela instituição da comunidade, o 1º Festival de Verão é uma janela para artistas que se relacionam com a escola. A programação é planejada de forma a contemplar a participação de docentes, alunos e ex-alunos, levando ao público de todas as idades, gratuitamente, o trabalho pedagógico e artístico desenvolvido na Instituição.

O evento teve a parceria da Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul, por meio da Secretaria de Cultura, do ParkShoppingSãoCaetano, grupo Multiplan e o apoio da Associação dos Amigos do Espaço Cerâmica.

“O que estamos promovendo aqui é uma ação diferenciada, que só foi possível graças a uma grande união de forças por meio de parcerias”, destaca a diretora geral da Fundação das Artes, Ana Paula Demambro. A proposta é a incorporação do festival ao calendário oficial do município, disseminando a produção artística na região do ABC.

A curadoria do evento buscou um recorte mais vibrante da música brasileira, que remete à estação mais quente do ano, com estilos como o jazz, soul e blues. “Temos um público específico e fiel, que prefere se afastar dos modismos e apreciar outros estilos, como o instrumental”, conta Valdir Ferreira, integrante da banda Mantiqueira e professor de trombone na Instituição há mais de 30 anos.

AÇÕES FORMATIVAS

A programação do 1º Festival de Verão Fundação das Artes ofereceu ainda atividades voltadas à formação de músicos para estudantes, educadores, profissionais do ramo e interessados, ministradas nas dependências da Fundação das Artes por professores.

Mais de 100 pessoas participaram dos trabalhos. Todas as aulas foram gratuitas e os participantes receberam certificados. Alinhadas com as apresentações, essas ações ampliam e dão visibilidade ao que é desenvolvido na instituição.

INSPIRAÇÃO

Rubson Lima da Silva, de 30 anos, é trompetista. Natural de Natal, no Rio Grande do Norte, soube do Festival por intermédio do professor da casa Wagner Felix, que se apresentou no domingo com o Quarteto de Trompetes São Paulo e o acordeonista Álvaro Couto.

“Fiquei surpreso com a dimensão do Festival e com a qualidade das apresentações. A realização do evento no Parque Cerâmica ficou bem organizada, proporcionando um ambiente bastante harmonioso, acolhedor. É uma fonte de inspiração para novas bandas. Espero voltar em futuras edições.”

Beatriz e Flávio Torreglosa, ambos com 33 anos, são moradores do Bairro Cerâmica. Acompanhado da cadelinha Dora, uma staffordshire bull terrier, o casal assistiu ao show de Ed Motta, no sábado, e da Banda Mantiqueira (domingo) e aprovou a realização das atividades no local:

“É um evento muito bem organizado, sem incômodos aos moradores do entorno, como nós, nem problemas no trânsito, provocando congestionamento nos arredores. Particularmente, sempre quis assistir a um show da Banda Mantiqueira e não conseguia ingresso. Aqui tive essa oportunidade de graça e do lado de casa,” relata Flávio.

As apresentações musicais ocorreram em dois palcos dispostos no parque de 14 mil m2, que tem espaço pet, área para piquenique, pergolado, playgrounds, pista de corrida e labirinto com vegetação em sua estrutura. Também foi montado no local um espaço gastronômico com 13 barracas de food truck.

Comente aqui