Data: 06/03/2018 13:38 / Autor: Redação / Fonte: PMSCS

"Qualquer cidade pode investir em sustentabilidade", diz diretora do Seade

É o que afirma Rovena Negreiros, diretora-adjunta de Análise e Disseminação de Informações da Fundação Seade e palestrante no seminário Arquitetura e Cidade, no próximo dia 15/03


Rovena Negreiros, diretora-adjunta da Fundação Seade
Rovena Negreiros, diretora-adjunta da Fundação Seade

Crédito: divulgação

Cerca de 85% dos recursos orçamentários do Plano Plurianual (PPA) do Governo do Estado de São Paulo estão comprometidos com programas que contribuem para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). É o que afirma Rovena Negreiros, diretora-adjunta de Análise e Disseminação de Informações da Fundação Seade e palestrante no seminário Arquitetura e Cidade, no próximo dia 15/03, em São Caetano do Sul.

Os ODS são um conjunto de 17 objetivos que compõem a Agenda 2030, compromisso firmado, em 2015, pelos 193 países-membros da Organização das Nações Unidas. Metas como educação de qualidade para todos, gestão sustentável da água, fomento da inovação na indústria e pleno emprego estão entre os ODS. E segundo a diretora do Seade, qualquer município pode incorporar a agenda de desenvolvimento sustentável em seu planejamento. “Basta dar centralidade na agenda política aos temas que são próprios das políticas públicas e que estão descritos nessas diretrizes”, diz a especialista.

Rovena Negreiros falará sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável na Gestão Municipal em um dos painéis do Seminário “Arquitetura e Cidade: desenvolvimento sustentável e qualidade do espaço público no Grande ABC”, evento que ocorrerá na USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul), das 9h às 20h30. As inscirções estão abertas nos sites www.saocaetanodosul.sp.gov.br e www.uscs.edu.br.

O seminário é uma iniciativa conjunta do Curso de Arquitetura e Urbanismo da USCS e da Secretaria Municipal de Obras e Habitação. Debaterá temas importantes como a parceria público-privada para habitação e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável na gestão municipal.

Comente aqui