Data: 03/08/2020 13:47 / Autor: Redação / Fonte: Sehal

Sehal orienta empresários do setor hoteleiro de São Bernardo

A palestra visa evitar condenações por insalubridade no setor hoteleiro entendendo e praticando as regras sobre Segurança do Trabalho


Dra. Denize Tonelotto, advogada do Sehal, realiza palestra sobre Segurança do Trabalho
Dra. Denize Tonelotto, advogada do Sehal, realiza palestra sobre Segurança do Trabalho

Crédito: Divulgação

O Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC) realizou a sua primeira palestra presencial, que estava suspensa desde o início da quarentena, para atender a um pedido específico dos empresários do setor de hotelaria de São Bernardo do Campo. O evento foi realizado na quinta-feira (27), limitado a 10 participantes, e realizado de acordo com todas as regras sanitárias como distanciamento, uso de máscara e disponibilização de álcool gel.

O encontro abordou aspectos da Segurança do Trabalho como aquisição e uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual), análise de PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) e especificamente condições ideais do ambiente de trabalho a fim de evitar condenações futuras pela Justiça do Trabalho acrescentando o adicional de insalubridade ao salário do colaborador.

A palestra foi realizada pela profissional especialista no assunto e advogada do Sehal, Dra. Denize Tonelotto. As orientações foram para que as empresas adotem medidas preventivas como aquisição de EPIs, compradas com nota fiscal e entregues ao usuário com recibo. Além disso, os empresários devem seguir as determinações das Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho.

Os serviços que demandam grande atenção são para manuseio de lixo e limpeza de banheiros. “As empresas precisam se preparar, se equipar e realizar todos os exames médicos ocupacionais, pois assim estão zelando por um ambiente salubre. Com o cuidado necessário e a guarda de notas e fichas de EPI, bem como exigir e treinar o empregado para uso, conseguiremos ter sucesso na defesa de eventuais processos trabalhistas”, explicou Denize.

O evento foi realizado especificamente para o setor hoteleiro, mas a advogada alertou que outras empresas do segmento precisam estar atentas às normas da Segurança do Trabalho buscando orientação especializada para evitar condenações trabalhistas.

Comente aqui