Data: 18/10/2019 16:46 / Autor: Janaina Pereira / Fonte: Secom/PMSBC

Em São Bernardo, Workshop pela Segurança Alimentar reúne especialistas

A mobilização por maior segurança alimentar e de combate ao desperdício, na cidade, contribuiu para que as arrecadações ao Banco de Alimentos já tenha ultrapassado 300 toneladas


Workshop pela Segurança Alimentar
Workshop pela Segurança Alimentar

Crédito: Divulgação/PMSBC

Nesta semana da Alimentação, que reúne o Dia Mundial pela causa (16/10) e o da Agricultura (17/10), a Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Assistência Social, promoveu a 3ª edição do workshop sobre Segurança Alimentar focado no tema “Dieta Saudável para um mundo Fome Zero”, proposto pela agenda internacional da FAO – agência das Nações Unidas para a erradicação da fome e combate à pobreza. Com cerca de 150 participantes, o evento atraiu especialistas da área de saúde, assistência social, educação, além do Fundo Social de Solidariedade no município para as palestras e exposições, preparadas neste dia 18 de outubro. Gratuita, a atração contou também com o apoio da sede regional da Associação Paulista de Medicina.

“Nesta gestão, assumimos o compromisso com as melhorias para a segurança alimentar, mas também para combatermos os desperdícios que ocorrem pela cadeia de distribuição dos alimentos. Para isso, estreitamos o diálogo com a iniciativa privada, além de realçarmos a doação em eventos públicos ou ações pontuais. Além disso, pelo esforço coletivo e também do prefeito, ampliamos o atendimento no Bom Prato, com o jantar, conseguindo apoiar especialmente aos que mais necessitam. Essas experiências, além de próximos projetos, trouxemos para essa edição do evento”, citou Carlos Romeiro, secretário de Assistência Social.

Entre os trabalhos expostos, destaque para a iniciativa do psicólogo Nelson Pedroso, que coordena o projeto de hortas comunitárias em São Bernardo há 35 anos. Mudando a paisagem de São Bernardo com dezenas de faixas verdes tomadas pelos hortifrutis, o projeto tem contribuído para ampliar o acesso aos alimentos livre de agrotóxicos, com preços muito mais acessíveis, além de apoiar a geração de renda às famílias envolvidas nos plantios que, atualmente, somam 70 núcleos que impactam diretamente 500 munícipes e outros 10 mil habitantes, indiretamente. “São Bernardo está entre as cidades com plantio de hortas orgânicas, em área urbana, mais bem sucedida, tanto que já ultrapassamos a produção de mais de 1 tonelada ao mês, nos mais de 65 canteiros que mantemos às comunidades”, afirma Pedroso. O profissional Rafael Lopes, dedicado à essa seara, também realçou esse cultivo, baseado na sintropia que, igualmente, respeitam as interações do meio-ambiente.

Ainda de acordo com o secretário, um dos êxitos do trabalho em equipe, na atual Administração do município, está na valorização do Banco de Alimentos que já ultrapassou 300 toneladas em arrecadação, só nos últimos três anos. Bastante positiva, essa marca atingida foi possível também por meio das empresas parceiras que, inclusive, participaram também dessa edição, como a rede Atacadão, Carrefour, Wickbold, Cooperativa de Promissão, entre outras.  Todo esse montante obtido serviu para melhor alimentar cerca três mil famílias na cidade, inclusive, entre aquelas que integram entidades cadastradas no Fundo de Solidariedade. Agora, os próximos passos da Secretaria englobam a organização de cursos de capacitação, envolvendo outras pastas, para práticas de melhor aproveitamento dos alimentos, focado nas mães e também às famílias mais carentes.

A 3ª edição trouxe, ainda, à plateia a apresentação das crianças do Lar Josué Frantz e do grupo teatral Regina Pacis; além das mostras da Rede Balsear, dedicada à produção cerâmica; e do Senac, focada em alimentos; e sobre o Cambuci, um fruto típico da Mata Atlântica, presente nas imediações do município e da Serra do Mar. Para saber como contribuir e mais sobre as iniciativas da Secretaria de Assistência Social, acesse o site http://www.saobernardo.sp.gov.br/

Crédito: Divulgação/PMSBC

Comente aqui