Data: 18/09/2019 11:07 / Autor: Kati Dias / Fonte: PMSBC

São Bernardo realiza 2ª Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa

Evento no Cenforpe contará com 390 trabalhos pedagógicos desenvolvidos por educadores de todo o Brasil


Semana da Educação
Semana da Educação

Crédito: Ricardo Cassin

A cidade de São Bernardo será palco da 2º Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa (CBAC), evento que tem a missão de tornar a sala de aula um local mais atrativo para os alunos, trazendo soluções inovadoras que ajudem a tornar o aprendizado mais colaborativo e lúdico. O evento será realizado de 18 a 21 de setembro no Cenforpe (Avenida Dom Jaime de Barros Câmara, 201, Planalto), com apoio da Prefeitura de São Bernardo e realização da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, o MIT Media Lab (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos EUA) e Fundação Lemann.

Com o tema “Prazer em ensinar, prazer em aprender”, o evento reunirá educadores, gestores, pesquisadores, empreendedores, artistas, desenvolvedores, famílias, entre outros. A CBAC ocorrerá concomitantemente com a Semana de Educação de São Bernardo. Haverá 390 trabalhos sendo apresentados, entre oficinas e mostras interativas, incluindo a das escolas municipais e de outras instituições de todo o Brasil.

“É um orgulho muito grande ver São Bernardo ser o anfitrião de um evento que tem como objetivo trazer soluções inovadoras para a Educação. Nossa cidade tem feito a lição de casa nesta área. Entregamos materiais escolares e uniformes no primeiro dia de aula, melhoramos a alimentação escolar, estamos investindo na recuperação da infraestrutura das unidades escolares, e apoiando a conservação e manutenção. Também estamos investindo continuamente na formação de nossos professores e em programas que façam a diferença como o de Aprendizagem Criativa”, afirmou o prefeito Orlando Morando.

Para a anfitriã da 2ª Conferência, a secretária de Educação, Sílvia Donnini, receber este evento é a consolidação do bom trabalho feito pela rede municipal. “São Bernardo já faz parte deste movimento e é a cidade que tem mais desenvolvido trabalhos pedagógicos nesta área, por essa razão foi escolhida pela Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa para sediar o evento em 2019. São Bernardo já tem uma Educação de qualidade, e oferece toda a infraestrutura para nossos alunos. Agora buscamos a excelência”, disse.

PALESTRANTES INTERNACIONAIS – Grandes especialistas no assunto compartilharão sua experiência no tema como o pesquisador do MIT Media Lab e presidente da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, Leo Burd, Katia Smole, do Conselho Estadual de Educação, Iuri Rubin, diretor de Inovação do Instituto Anísio Teixeira (BA), entre outros.

Palestrantes internacionais também marcarão presença no evento. Entre os convidados estão os norte-americanos Ollie Bray, diretor global da Connecting Play and Education na LEGO Foundation; Natalie Rusk, pesquisadora do MIT Media Lab e co-criadora do Scratch (software de programação em bloco desenvolvida pelo MIT para crianças); Susan Klimczak, articuladora do FabLab Boston, o primeiro FabLab do mundo; e Sebastian Martin, especialista em projetos no Exploratorium, um laboratório público de San Francisco. Haverá tradução simultânea destas apresentações.

INVESTIMENTO – A cidade de São Bernardo foi escolhida para sediar a segunda edição – a primeira foi Curitiba (PR) – por ter transformado a aprendizagem criativa em programa para toda a rede municipal. A Prefeitura realiza o investimento descentralizado em ações nesta modalidade por meio do Programa de Repasse às APMs (Associação de Pais e Mestres). Oito escolas municipais, espalhadas em diferentes bairros, foram escolhidas como polo em Aprendizagem Criativa, e receberam aporte de mais de R$ 20 mil para compra de materiais e equipamentos, como impressora 3D e cortadoras a laser.

A Administração Municipal também investiu recursos em todas as 182 escolas da rede municipal para aquisição de materiais como kits de robótica, de encaixe, placas de arduíno, entre outros. As unidades escolares também podem utilizar os recursos de “Bens Permanentes” que correspondem a até 10% do valor do Plano de Trabalho para investir na iniciativa. O investimento total no Programa de Aprendizagem Criativa em 2019 é de R$ 1,8 milhão.

Comente aqui