Data: 13/08/2020 20:43 / Autor: Vivian Rossi / Fonte: PMSBC

Prefeitura de São Bernardo entrega novo Centro de Atenção Psicossocial Silvina

Estrutura, inaugurada pelo prefeito Orlando Morando, nesta quinta-feira (13/08), foi construída em sede própria; investimento foi de R$ 2 milhões


Crédito: Gabriel Inamine/PMSBC

Ainda mais importante durante o período de pandemia do coronavírus, a Saúde Mental em São Bernardo recebeu um importante reforçou com a inauguração do novo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Silvina

O ato oficial de entrega do novo equipamento foi realizado nesta quinta-feira (13/08), pelo prefeito Orlando Morando, acompanhado do vice-prefeito Marcelo Lima, do secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, vereadores da base aliada e dos funcionários da unidade.

O novo equipamento foi construído em terreno da Prefeitura de São Bernardo, como parte do plano prioritário da atual gestão em ter equipamentos públicos de qualidade e boa estrutura em funcionamento sem pagamento por locação de espaços. O investimento total da obra foi de R$ 2.064.693,39 em parceria com o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde.

“A entrega deste novo CAPS representa hoje, não só melhor qualidade na estrutura e no atendimento aos pacientes de nossa Rede de Saúde Mental, como a concretização de um planejamento que fizemos, no início de nosso mandato, que prioriza o dinheiro público e a economia de gastos, saindo do aluguel da antiga estrutura de R$ 6 mil mensais”, defendeu o chefe do executivo, Orlando Morando.

DIFERENCIAL – Será uma unidade de funcionamento 24h, para acompanhamento de pacientes com mais de 18 anos que apresentem transtornos mentais graves e persistentes. A nova estrutura permitirá aumentar a capacidade em pelo menos 50% do atual, que é de 800 atendimentos/mês.

“Pela extensão do horário de funcionamento, a capacidade de absorção do novo serviço praticamente irá dobrar. Durante o dia, com horário de atendimento das 7h às 19h, atenderemos quem o procurar a unidade sem necessidade de encaminhamento, e regime 24h para os pacientes que necessitam de cuidado mais intensivo”, explicou o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho.

PRIMEIROS PACIENTES – Os dois primeiros pacientes, um homem e uma mulher, portadores de transtorno afetivo de bipolaridade, serão instalados e passam a receber tratamento na unidade com hospitalidade noturna, a partir desta quinta-feira.

NOVA ESTRUTURA – Com área construída de 911m², são seis salas de atendimentos individuais, duas salas de atendimento coletivo, enfermaria, posto de coleta de exames, quatro quartos com dois leitos cada (4 masculinos e 4 femininos) e banheiro adaptado, além de sala de jogos, sala de convivência, sala de reuniões para 30 pessoas, cozinha, refeitório e estacionamento.

ATENDIMENTO DURANTE A PANDEMIA – Durante a pandemia, os serviços de Saúde Mental foram mantidos com exceção das atividades em grupos.  Foi implantado em todas as unidades de Saúde a realização de triagem na entrada para diagnosticar sintomas de COVID-19, bem como procedimentos no sentido de evitar a contaminação.

Além disso, as equipes multidisciplinares mantiveram contato telefônico com os usuários dos serviços, no sentido de diminuir o impacto da pandemia em sua saúde mental, e solicitando atendimento presencial quando identificada necessidade.

Comente aqui