Data: 03/07/2013 14:54 / Autor: Ana Lucia Almeida / Fonte: PMSBC

Grandes obras norteiam a mobilidade em São Bernardo

Quatro dos seis eixos do Plano de Investimentos considerados prioritários pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC incluem obras importantes em São Bernardo do Campo


Mobilidade em São Bernardo será diretamente beneficiada
Mobilidade em São Bernardo será diretamente beneficiada

Crédito: Wilson Magão

São Bernardo do Campo será diretamente beneficiada por quatro dos seis eixos do Plano de Investimentos em Mobilidade Urbana do ABC, considerados prioritários para a solicitação de recursos ao governo federal. Quando concluídas, as obras deverão reduzir o volume de tráfego da região central da cidade.

A escolha das prioridades pelos secretários de transporte das sete cidades da região foi feita a partir do plano integral contratado pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC, que elencou 16 eixos de mobilidade e foi apresentado à ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, dia 26 de abril.

A fase inicial dos seis eixos prioritários têm custo estimado de R$ 3,1 bilhões, sendo R$ 148 milhões para elaboração de projetos. As propostas de obras foram entregues ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para análise e posterior apreciação pela presidente Dilma Rousseff.

Segundo a consultora especialista em Planejamento de Transporte Urbano, Andrea Brisida, que também é coordenadora do Grupo de Trabalho (GT) de Mobilidade do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, alguns dos critérios para a hierarquização dos eixos foram a importância para a região e o fato de parte das intervenções já ter projetos e financiamento previstos, o que viabiliza sua execução no curto prazo.

De acordo com a especialista, os eixos são conectados entre si, o que melhora a acessibilidade entre as cidades. "É uma forma nova que os municípios encontraram para trabalhar a questão regional. Antes, cada cidade se preocupava apenas com as questões limitadas a seu território. Estamos diante de uma nova cultura, que considera a necessidade de buscar as soluções referentes à mobilidade sob uma visão mais ampla", destacou Andrea Brisida.

Em reunião na última semana entre técnicos do GT Mobilidade e dos ministérios das Cidades e do Planejamento, Orçamento e Gestão, foi definido que os projetos funcionais que faltam ser elaborados serão contratados por meio do Consórcio, de forma a agilizar o processo. O edital está previsto para ser lançado até 15 de julho e a ideia é que todos os projetos estejam concluídos até novembro.

Projetos - O primeiro eixo na ordem de prioridades e com maior volume de investimento, estimado em mais de R$ 1 bilhão, é o denominado Guido Aliberti / Lauro Gomes / Taioca. Dele, faz parte o prolongamento da Avenida Lauro Gomes até a Avenida Almirante Delamare, em São Paulo, formando um binário com a Avenida Guido Aliberti, que margeia o Ribeirão dos Meninos no lado de São Caetano do Sul. Essa obra, que já tem inclusive licitação pronta, possibilitará uma ligação direta de São Bernardo para a Avenida do Estado, sem precisar passar por Santo André.

Esse eixo, por onde também passará a linha 18-Bronze do Metrô, inclui ainda a construção da ponte estaiada no km 14 da Via Anchieta, ligando o prolongamento da Avenida Lauro Gomes até a Avenida do Taboão. Além de São Bernardo, a obra beneficiará diretamente os municípios de São Caetano do Sul e Diadema.

A segunda prioridade é o eixo Alvarenga / Robert Kennedy / Ribeirão dos Couros, orçado em R$ 271 milhões, que tem como proposta a construção das alças de acesso da marginal do Ribeirão dos Couros ao Corredor ABD. Com isso, o motorista que estiver na região do Cooperativa, Alvarenga e Alves Dias, passa a ter mais uma opção de acesso para São Paulo, Diadema e Santo André, aliviando, assim, as avenidas Piraporinha, Lucas Nogueira Garcez e Brigadeiro Faria Lima.

Já o eixo Ligação Leste-Oeste tem como projeto estender o corredor de ônibus para os municípios de Diadema e Santo André. Além do investimento de R$ 332 milhões para o corredor, com recursos já aprovados pelo PAC Mobilidade Grandes Cidades, estão sendo pleiteados mais R$ 316 milhões pelo Plano Regional.

O quarto eixo que beneficiará São Bernardo é o Piraporinha / Lucas Nogueira Garcez / Pereira Barreto, composto por obras complementares de transposição que incluem a construção de viaduto sobre a Avenida Piraporinha, ligando a Robert Kennedy à marginal do Ribeirão dos Couros. Além disso, o projeto, orçado em R$ 493 milhões, prevê a reformulação da região do Paço Municipal, fazendo a ligação direta entre as avenidas Lucas Nogueira Garcez e a Pereira Barreto, sem precisar passar pelo Paço Municipal.

Projeto da ponte estaiada no Km 14 da Anchieta
Projeto da ponte estaiada no Km 14 da Anchieta

Crédito: PMSBC

Comente aqui