Data: 12/07/2019 20:47 / Autor: Redação / Fonte: PMSBC

Fiesta vai deixar de ser fabricado em São Bernardo no dia 31

Vice-presidente da Ford América do Sul, Rogélio Golfarb comunica o fim da produção do Ford Fiesta. 750 trabalhadores serão demitidos. A prefeitura, indignada, solta nota, transcrita abaixo


NOTA À IMPRENSA
A Prefeitura de São Bernardo do Campo recebe com indignação a informação do senhor Rogélio Golfarb, vice-presidente de Estratégia, Comunicação e Relações Governamentais da Ford América do Sul, referente ao encerramento da produção do veículo New Fiesta em 31/07/2019 e que vai acarretar na demissão de 750 trabalhadores na planta industrial do município.

A Administração municipal registra que após audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT) a Ford não apresentou um plano de desmobilização sobre o encerramento de suas atividades industriais em São Bernardo do Campo e os terríveis efeitos para seus serviços públicos.

O município desconhece a condição destes trabalhadores. Se os filhos deles vão migrar para escolas públicas. Se terão impactos na Saúde Pública, uma vez que, os mesmos trabalhadores deverão perder seus convênios médicos particulares, além de impactos no transporte coletivo.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, ressalta que a Ford despreza o município da maneira como trata o assunto. A cidade que sempre ofereceu o melhor de sua infraestrutura e mão de obra qualificada é literalmente atingida.

O prefeito reforça que a conduta da Ford foi lamentável, uma vez que não considera as negociações com o futuro comprador da planta industrial. A medida adotada poderia estar inclusa no conjunto das negociações.

“Lamento que a atual direção da Ford tenha essa prática com a cidade. Destaco que ainda vou seguir na busca por uma solução pela manutenção dos empregos e migração dos efeitos”, salienta o prefeito Orlando Morando.

A Prefeitura de São Bernardo conclui seu pronunciamento confirmando que na segunda-feira (15/07) vai buscar medidas judiciais cabíveis contra os impactos que possam causar ao município.

Comente aqui