Data: 24/11/2021 17:37 / Autor: Redação / Fonte: Adote Um Cidadão

dEFICIENTES voaram...

“Gratidão por tudo que aprendi com a vida e liberdade!”


Crédito: Divulgação/Adote um Cidadão

“Indescritível. Inesquecível. Loucura. Felicidade. Voei como um pássaro. Tive um sonho realizado”.

Esses foram os comentários que Victor Losada Iglesias recebeu após “adotar” e realizar os sonhos de 4 deficientes, em uma ação em parceria com o KARITATO, um dos projetos criados pela ONG Adote um Cidadão de São Bernardo do Campo, que há 22 anos vem trazendo alegria, felicidade e vida para cidadãos com deficiência, idosos e jovens em situação de vulnerabilidade social.

Um dia caloroso, de muita alegria, felicidade e sensação de liberdade, é o que resume essa incrível quarta-feira, 24º de novembro, desses deficientes visuais que foram levados para o Morro do Voturua em São Vicente, Litoral Paulista, para voarem de parapente.

Victor Losada Iglesias, 45 anos, deficiente físico, reuniu-se com seus amigos do Clube de Voo Livre do Litoral Paulista, e juntos “adotaram” e realizaram esses sonhos. O grupo de corajosos que participaram do voo de parapente, contou com, Sandra Regina, 51 anos, deficiente visual, que no mesmo dia comemorou o seu aniversário em uma viagem inesquecível pelos ares do litoral paulista; com o Eduardo, também deficiente visual e esposo de Sandra, que a acompanha no dia a dia, e sempre está dando apoio nas decisões da companheira; com a Julia Dias, 19 anos, deficiente visual e com o Adriano Pereira, deficiente físico, ambos fazem parte do projeto Adote um CIdadão. Para eles foi uma sensação maravilhosa de liberdade, de voar como pássaro, algo nunca vivido, um sonho que se tornou realidade.

“Valeu muito a pena, curti muito, realizei meu sonho, era tudo o que eu mais queria, voar como um pássaro, sentir o silencio lá de cima, foi delicioso demais, foi tudo muito bacana, o instrutor me acalmou bastante também.” Disse Sandra, após seu voo de parapente.

“Primeiramente gratidão, foi uma sensação incrível, eu achei que não ia conseguir, e sim, eu consegui. Isso é só um exemplo para as pessoas irem atras do que sonham e do que querem.” Agradeceu, também, Júlia, uma das participantes desse dia tão marcante.

“Eles acham que fez bem para eles, mas para nós foi muito melhor, você não sabe a emoção que a gente sente de fazer um trabalho desse, é uma coisa inesquecível pra gente, estou muito emocionado, não tem nem o que falar.” Falou, emocionado, o Vovô Eládio Nascimento, um dos instrutores, que prestou suporte na realização dos voos.

“O adote um cidadão chegou com a turma toda aqui e foi maravilhoso. O evento, deu 100% certo, a galera voo, se divertiu, posou com segurança, todo mundo feliz, todo mundo sentiu a liberdade de voar que nem os pássaros e foi maravilhoso poder fazer parte desse dia mais que especial” Comentou Victor Iglesias, o realizador desses sonhos

Para finalizar o ano, o projeto já tem outra ação programada: no dia 02 de dezembro será feito o Surf eficiente, em todas as praias do brasil e um mega evento na Praia Grande em São Paulo, que conta com a presença de mais de 100 pessoas com deficiência.

O projeto Adote Um Cidadão foi fundado em 1999, pelo empreendedor social Antonio Carlos, com a proposta de mobilizar de forma consciente a sociedade sobre seu papel no processo de inclusão, integração e desenvolvimento da pessoa com deficiência na área social, econômica, política, cultural, ecológica, esportiva e educacional. E durante seus 22 anos de existência, o Adote nunca aceitou dinheiro público e nem se beneficiou de incentivos fiscais oferecidos, todas as atividades são gratuitas, feitas somente com ajuda de pessoas realmente comprometidas em transformar a sociedade.

Crédito: Divulgação/Adote um Cidadão

Comente aqui