Data: 10/09/2020 17:39 / Autor: Redação / Fonte: Sesc Santo André

Sesc Santo André realiza bate-papo sobre Lei Aldir Blanc e Sistema Nacional de Cultura

O bate-papo será transmitido dia 15 de setembro, terça-feira, às 17h


Com a pandemia do Coronavírus, o setor cultural precisou parar suas atividades normais e, com isso, milhares de trabalhadores da área perderam empregos e renda. O Governo aprovou, recentemente, a Lei Aldir Blanc de auxílio ao setor. No Workshop Live, os convidados irão discutir esta nova lei, a oportunidade de retomar a construção do Sistema Nacional de Cultura e qual o papel do ABCDMRR nisso. O bate-papo será transmitido dia 15 de setembro, terça-feira, às 17h, no canal do Sesc Santo André no YouTube.

LEI ALDIR BLANC

Neste contexto de enfrentamento ao Covid-19, foi aprovada a Lei nº 14.017, de 29 de junho de 2020, denominada de Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compositor que morreu em maio, vítima do coronavírus.

A Lei de Emergência Cultural consiste em promover ações de garantia de renda emergencial para trabalhadores da Cultura e a manutenção dos espaços culturais brasileiros durante o período de pandemia do Covid-19.

Desta maneira, trabalhadores do setor receberão três parcelas de 600 reais, os espaços culturais poderão receber de 3 a 10 mil reais para manutenção, e haverá realização de ações de incentivo à produção cultural, como a abertura de cursos, editais e prêmios.

BATE-PAPO

A partir da emergência do setor cultural perante a pandemia do Coronavírus, este Workshop Live busca trazer reflexões sobre como os agentes culturais do ABCDMRR podem contribuir na construção de novas possibilidades para o setor cultural. A construção coletiva para a aprovação da Lei Aldir Blanc possibilitou a retomada do diálogo e da mobilização nacional e regional sobre as políticas culturais estruturantes e o futuro do setor.

Com mediação de Ana Mesquita, os convidados Inti Queiroz, Neri Silvestre e Mateus Sartori irão discutir assuntos relacionados à nova lei e ao Sistema Nacional de Cultura, como o histórico de construção de políticas culturais e o momento atual, a mobilização da sociedade, o diálogo com o poder público, a organização local, as lives e outros temas relacionados.

PARTICIPANTES

Ana Mesquita é jornalista e mestra em Políticas Públicas pela UFABC. Pesquisa a relação Estado Sociedade Civil no âmbito local das políticas culturais. Tem trabalhado com projetos culturais na produção, elaboração e também ofertando cursos livres sobre o tema. Foi parecerista do edital Cultura Viva da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo e fez parte da comissão de acompanhamento do Proac Municípios em Franco da Rocha. Atualmente realiza consultoria para a elaboração do Plano de Cultura da cidade de Atibaia-SP.

Inti Queiroz é produtora cultural, linguista e filóloga. Doutora, mestre, bacharel e licenciada em Letras (linguística/português) todos pela FFLCH USP. No mestrado desenvolveu pesquisa sobre os projetos culturais e leis de incentivo à cultura e no doutorado desenvolveu pesquisa sobre o Sistema Nacional de Cultura, a construção da esfera das políticas culturais e o financiamento à cultura no Brasil. Possui DRT como Diretora de produção de espetáculos há 15 anos. Atua há mais 20 anos na produção de projetos culturais com leis de incentivo à cultura das mais variadas linguagens e também na pesquisa, gestão e consultoria de produção cultural e políticas públicas de cultura. Desde 2017 é professora do Curso de Gestão Cultural da PUC SP COGEAE, mas também já ministrou cursos livres e de pós-graduação sobre o tema na UNICAMP, FESP, UNESP, USP, MAM, em unidades do SESC SP, e em diversos estados e municípios do Brasil a convite de secretarias de cultura e instituições.

Neri Silvestre é produtor cultural, articulador e gestor cultural, idealizador do Sarau na Quebrada, poeta e agitador cultural. Quando jovem, lançou com o grêmio escolar o Jornal Macunaíma, e daí não parou mais. Foi Coordenador do 1° Ponto de Cultura de Santo André de 2010/2013. Produziu inúmeros eventos que vão da música à literatura. Possui formação no Curso Gestão Cultural - Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo em 2014. Atualmente é Conselheiro de Políticas Culturais na cidade de Santo André.

Mateus Sartori é músico e Secretário de Cultura. Pós-Graduado em Gerente de Cidades pela Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP, atualmente cursa Turismo na Universidade do Sul, é pós-graduando em Cultura: Plano e Ação pela Universidade de São Paulo-USP e cursa Gestão Cultural no Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP. Músico profissional desde 1996, cursou Regência e Canto Erudito na Escola Municipal de Música de São Paulo e na Universidade Livre de Música Maestro Tom Jobim (EMESP). Possui cursos de aperfeiçoamento técnico em Canto Popular e Regência e cursos complementares nas áreas de Planejamento Estratégico, Empretec (Sebrae-SP), Elaboração e Gerenciamento de Projetos Culturais, Leis de Incentivo, Fomento e Mercado Cultural, Economia Criativa, Contas Públicas entre outros. Secretário de Cultura de Mogi das Cruzes desde 2013, assumiu em 2017 a Coordenadoria de Turismo e é responsável pelas ações de Juventude da Prefeitura de Mogi das Cruzes.

Serviço

Bate-papo Lei Aldir Blanc e o Sistema Nacional de Cultura

Com Ana Mesquita, Inti Queiroz, Neri Silvestre e Mateus Sartori

Dia 15/09, terça-feira, às 17h

Transmissão ao vivo pelo canal do Sesc Santo André no YouTube

Comente aqui