Data: 17/07/2019 16:21 / Autor: Redação / Fonte: Sesc Santo André

Sesc Santo André leva programação ao 19º Festival de Inverno de Paranapiacaba

Música, teatro, circo, literatura, entre outras atividades aquecem o público durante o Festival


Crédito: Helber Aggio

Promovido pela Prefeitura Municipal de Santo André e com apoio do Sesc SP, o Festival de Inverno de Paranapiacaba é um dos eventos mais tradicionais da região, e é lembrado como um dos principais eventos de inverno em São Paulo. Este ano o Festival chega à sua 19ª edição, com programação gratuita nos dois últimos finais de semana do mês de julho: dias 20 e 21, e 27 e 28.

Como nas edições anteriores, a parceria com o Sesc garantirá uma programação especial no Clube União Lyra Serrano, construído na década de 1930. Mas ao invés de receber bailes e concertos do início do século XX, o espaço receberá atrações que vão desde shows, concertos, espetáculos teatrais, circenses e de dança a intervenções e oficinas. As atividades também se espalham pelos arredores do Lyra e convidam o público a olhar, participar e interagir.

Entre os destaques da programação estão os shows de Tarancón e Raíces de América, que mescla influências de ritmos e canções latino-americanas no Clube União Lyra Serrano; e o Mayombe Afro-Latino, que apresenta no Coreto um rico repertório afro-latino com clássicos da música cubana e colombiana, uma mescla de ritmos como bolero, cha-cha-chá, cumbias, entre outros.

A programação do Sesc Santo André para o Festival de Inverno também traz uma dobradinha de blues. A banda Blues Etílicos, um dos nomes mais consagrados do estilo no Brasil, apresenta parte da trajetória iniciada nos anos 1980, uma extensa obra autoral que conta com dez discos e um DVD. O Blues de Dois, duo de músicos do ABC formado em 2017 por Pedro Zaluba e Tarciso Galli, convidam músicos amigos da região para tocar clássicos do blues no Coreto.

No fim de semana seguinte, o grupo Motown Songs apresenta canções de artistas que fizeram história na gravadora americana de mesmo nome. No repertório, sucessos de The Supremes, The Four Tops, Barret Strong, The Temptations, entre outros. A gravadora Motown Records também é tema do show de Dom Paulinho Lima, que contempla em seu show clássicos consagrados do soul music e R&B.

O Grupo Ôncalo, formado por jovens músicos instrumentais, inspirado na "máquina de tocar música", o apresenta o projeto Jukebox, com releituras de sucessos da década de 1960 até os dias atuais. São versões instrumentais de músicas que vão de James Brown a Seu Jorge.

A Orquestra Sinfônica de Santo André, único grupo sinfônico da região e sob regência do maestro Abel Rocha, apresenta repertório diversificado de estilos e gêneros musicais, sempre com a originalidade característica da orquestra que possui mais de 30 anos de existência. Para o concerto do 19º Festival de Inverno de Paranapiacaba, a OSSA convida a violinista russa com cidadania italiana Anna Serova para integrar a orquestra.

Para conhecer Paranapiacaba de uma maneira inusitada, a vivência Audiotour Ficcional convida o público para um passeio pelos arredores da vila. Equipados com fones de ouvido e aparelhos de MP3, os participantes mergulharão na história de ficção O Homem do Chapéu, que apresentará via áudio alguns personagens envolvidos em uma trama de mistérios. A história, que começa a partir de um passeio pela cidade, torna-se um passo a passo para uma história policial que se enlaça com a própria história da vila de Paranapiacaba.

Além dos shows musicais, o Festival recebe o Cortejo Suno, com a Cia. Suno, um espetáculo de circo em forma de cortejo que conta com uma banda formada por dois palhaços, um músico de perna-de-pau, uma bailarina e um maestro acrobata. A Cia. Artesãos do Corpo ocupa os arredores do Lyra com a intervenção Sr. Calvino, uma homenagem ao escritor Ítalo Calvino e aos pequenos detalhes do cotidiano, normalmente ignorados pela maioria dos habitantes mas que traduzem e refletem a existência humana.

A programação do Sesc Santo André para o XIX Festival de Inverno de Paranapiacaba traz oficinas gratuitas de tecnologias e artes para todos os públicos. O professor, sketcher e ilustrador português Antonio Procópio desembarca no Brasil para a oficina Desenho do Cotidiano, uma série de encontros no Sesc Santo André que culminará em duas visitas à Vila de Paranapiacaba durante o Festival de Inverno. A partir dos encontros teóricos e práticos, Procópio trabalha com os participantes diferentes aspectos do desenho de observação, como patrimônio edificado ou imaterial, gastronomia, hábitos e costumes do cotidiano.

Além dos encontros com Antonio Procópio, o Lyra recebe diversas oficinas: Construção de Galinhas Fabulosas, com Carolina Velasquez; Recorte, Cole, Serigrafe, com Augusto Sampaio; Construção de autômatos com madeira de reuso, com Eduardo Salzane; Estamparia, com Fernanda Robles, e a Mediação de Leitura com o grupo #Boralê.

Confira a programação completa dos quatro dias de Festival.

19º Festival de Inverno de Paranapiacaba  l  Sesc Santo André
Dias 20 e 21; e 27 e 28 de julho.
Grátis. Verifique a recomendação etária.
Locais e horários das atividades sujeitos à alteração devido às condições climáticas.

Dias 20 e 21/7 – sábado e domingo

MÚSICA

Mayombe Afrolatino – sábado, às 15h.
Livre. No Coreto.

O grupo Mayombe Afro Latino apresenta em seu show a essência das afro-latinidades, com destaque para os clássicos da música cubana e colombiana. O show mostra os ritmos de son, bolero, cha-cha-chá, cumbias colombianas e mexicanas.

Tarancón e Raíces de América– sábado, às 18h.
Recomendação etária: 12 anos.

Encontro dos dois grupos brasileiros que há décadas pesquisam e divulgam a diversidade de ritmos e canções latino-americanas.
No palco do Clube União Lyra Serrano. Retirada de ingressos no local a partir das 17h. Limite de dois ingressos por pessoa. Capacidade limitada.

Blues de Dois – domingo, às 15h.
Livre. No Coreto.

Blues dois é um duo do ABC formado em 2017 por Pedro Zaluba (guitarra e voz) e Tarciso Galli (guitarra). Nessa apresentação, convidam músicos amigos da região para tocar clássicos do blues.

Blues Etílicos – domingo, às 18h.
Recomendação etária: 12 anos.

Blues Etílicos é a marca mais forte do blues nacional e a banda há mais tempo em atividade nesse segmento. Desde meados dos anos 80, a banda vem produzindo uma extensa obra autoral, além de gravar homenagens às suas principais influências, tendo lançado dez CDs e um DVD.
No palco do Clube União Lyra Serrano. Retirada de ingressos no local a partir das 17h. Limite de dois ingressos por pessoa. Capacidade limitada.

Samba Lenço de Mauá – sábado e domingo, às 17h.
Livre. Itinerante.

O grupo folclórico "Samba Lenço de Mauá", com mais de 50 anos de atividade, apresenta seu trabalho de origem afro acompanhado de muita música e dança.

DANÇA

Intervenção
Sr. Calvino, com Cia. Artesãos do Corpo – sábado e domingo, às 16h.
Livre. Itinerante.

O espetáculo Sr. Calvino tem como inspiração o universo poético-urbano do escritor Ítalo Calvino, mais especificamente Marcovaldo e Palomar, cujos personagens de mesmo nome, se detêm cada um a seu modo, nos pequenos detalhes presentes no cotidiano das cidades, que normalmente são ignorados pela maioria de seus habitantes, mas que traduzem e refletem o mundo contemporâneo e a existência humana.

TECNOLOGIAS E ARTES

Construção de Galinhas Fabulosas, com Carolina Velasques – sábado e domingo,  às 12h. Livre.
Nessa oficina, cada participante recebe um involucro que ao ser recheado com miolo de boneco vira o corpo de uma galinha fabulosa, que será customizada de acordo com as escolhas de cores de patas, bicos, cristas e asas. Inscrições no local 30 minutos antes.

Recorte, Cole e Serigrafe, com Augusto Sampaio – sábado e domingo,  às 12h. Livre.
Nesta oficina, os participantes farão uma pequena tiragem de cartazes impressos em serigrafia. Figuras desenhadas e recortadas em papel serão usadas como estênceis para a realização das impressões. Inscrições no local 30 minutos antes.

LITERATURA

Contação de Histórias
Mediação de Leitura, com grupo #boralê – sábado e domingo, das 12h às 16h. Livre.

Ao abrir um livro, um mundo de aventuras, histórias e conhecimentos é apresentado para cada leitor, para isso, os mediadores de leituras do "Grupo #boralê!" irão explorar diversas técnicas para prender a atenção das crianças e adultos, além de incentivar o contato com os livros e o hábito da leitura de forma lúdica e divertida.


Dias 27 e 28/7 – sábado e domingo

MÚSICA

Motown Songs – sábado, às 15h.
Livre. Itinerante
.
Esse show pretende fazer um panorama do que de melhor foi produzido pela gravadora Motown Records, fundada em 1959 por Berry Gordy Jr em Detroit, e responsável por lançar os principais artistas da black music americana entre as décadas de 60 e 70. No repertório, The Supremes, The Four Tops, Barret Strong, The Temptations, entre outros.

Grupo Ôncalo, Jukebox – sábado e domingo, às 17h.
Livre. Itinerante.

Inspirado na "máquina de tocar música", o grupo Ôncalo apresenta o projeto Jukebox com releituras de sucessos da década de 1960 até os dias atuais. São versões instrumentais de músicas que vão de James Brown a Seu Jorge.

Dom Paulinho Lima, Toca Raul – sábado, às 18h.
Livre.

Dom Paulinho Lima e Banda fazem show contemplando os clássicos do soul e r&b dos principais artistas lançados pela gravadora Motown Records.
No palco do Clube União Lyra Serrano. Retirada de ingressos no local a partir das 17h. Limite de dois ingressos por pessoa. Capacidade limitada.

Bia Góes –domingo, às 15h.
Livre. No Coreto.

Toca Raul é um tributo com sucessos do eterno "Maluco Beleza". O espetáculo visita os 26 anos da carreira de Raul Seixas, que nos deixou em 1989, há exatos 30 anos. Com arranjos exclusivos para o projeto, o grupo  transfere para trompete, trombone, sax, tuba, aliados à  liberdade da bateria desmembrada, toda a energia do rock  "brazuka" do nosso "Raulzito".

Orquestra Sinfônica de Santo André (OSSA) – domingo, às 18h. 12 anos.
A OSSA (Orquestra Sinfônica de Santo André) prima por realizar uma série diversificada de espetáculos e ações musicais. A música sinfônica, em suas diversas facetas, estilos e gêneros, dá suporte a uma programação que inclui espetáculos como óperas, balés, concertos ao ar livre, concerto de música popular brasileira, música de câmara, solistas internacionais entre outros. Para o concerto do 18º Festival de Inverno de Paranapiacaba, a OSSA convida a violinista Anna Serova para integrar a orquestra.
No palco do Clube União Lyra Serrano. Retirada de ingressos no local a partir das 17h. Limite de dois ingressos por pessoa. Capacidade limitada.

CIRCO

Intervenção
Cortejo Suno, com Cia. Suno – sábado e domingo, às 16h.
Livre.

O espetáculo vem em forma de cortejo e é formado por uma banda com dois palhaços, um augusto músico e um branco na perna-de-pau tocando caixa, uma bailarina e um acrobata maestro. O grupo demonstra algumas habilidades circenses com música ao vivo. São elas, acrobacias em dupla, equilibrismo, malabarismo, contorcionismo, tudo com um toque de humor.

AULA ABERTA

Aula aberta de passinho, com Galera do Passinho – sábado, às 14h.
Livre. No Coreto.

O passinho tomou o imaginário dos jovens e encantou a todos pelo estilo, agilidade e estética. Nesta aula aberta, a Galera do Passinho, apresenta e ensina alguns movimentos básicos para quem quer se aventurar no estilo.

TECNOLOGIAS E ARTES

Desenho do Cotidiano, com Antonio Procópio – sábado, às 14h.
Dias 25 e 26/7. Quinta e sexta, das 18h30 às 21h30. No Espaço de Tecnologias e Artes do Sesc Santo André.
Dias 27 e 28/7. Sábado e domingo, 12h às 16h. Nos arredores de Paranapiacaba. (Saída da van para os inscritos no curso às 11h).
Inscrições a partir do dia 9/7 no Portal Sesc SP ou na Central de Atendimento do Sesc Santo André.
Grátis. Recomendação etária: 18 anos.


Nesse curso o sketcher e professor português Antonio Procópio realizará uma série de encontros na unidade do Sesc Santo André, que culminará em duas visitas à Vila de Paranapicaba durante o Festival de Inverno, para a realização de desenho de observação abordando vários aspectos, tais como patrimônio edificado, patrimônio imaterial, gastronomia, hábitos e costumes do cotidiano.

Estamparia, com Fernanda Robles – sábado e domingo, às 12h. Livre
A oficina tem como proposta oferecer aos participantes um momento de aprendizado com diversão e a criação de um produto, a partir de um estimulo criativo para criar sua própria estampa e decorar uma ecobag única com máscaras de stencil de símbolos que são referências culturais de Paranapiacaba. Inscrições no local 30 minutos antes.

Construção de autômatos com madeira de reuso, com Eduardo Salzane – sábado e domingo,  às 12h. Livre.
Os participantes irão conhecer e entender como alguns princípios mecânicos funcionam durante a montagem de uma peça em madeira que funcionará ao girar de uma manivela. Nesse mesmo processo se discute o reuso de materiais encontrados no lixo e formas de transformá-los em arte e poesia. Inscrições no local 30 minutos antes.

De 20 a 28/7

MÚSICA

Discotecagem Balaio Groove, com DJ Evelyn Cristina – sábados e domingos, às 12h.
Livre.

Como DJ, além das pistas, Evelyn Cristina atua enquanto produtora de trilhas para videos, espetáculos teatrais e intervenções multimídia. Há 17 anos inciiou sua carreira como Dj de pista e os primeiros passos de seu repertório brasileiro se deram em casas noturnas na França e Alemanha.

TURISMO

Audiotour Ficcional, com BiNeural-MonoKultur – sábados e domingos.
Recomendação etária: 16 anos.

O audiotour ficcional é uma experiência sonora individual que toma o Festival de Inverno de Paranapiacaba como cenário para um percurso ficcional onde o protagonista é você. Cada participante receberá um fone de ouvido conectado a um aparelho reprodutor de MP3. Percorrerá sozinho, então, um trajeto desconhecido, recebendo as instruções de um personagem de ficção.

Comente aqui