Data: 15/09/2021 16:21 / Autor: Redação / Fonte: Sesc Santo André

Sesc Santo André lança programação especial em homenagem ao centenário de Paulo Freire

Vida e obra do pedagogo são temas de publicações, palestras e vídeos sobre a presença de Paulo Freire


Paulo Freire
Paulo Freire

Crédito: Instituto Paulo Freire

“Ninguém ignora tudo. Ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa. 

Todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre.”

Paulo Freire

Em setembro, Paulo Freire completaria 100 anos. Para homenagear e relembrar a importância de toda sua trajetória, o Sesc Santo André apresenta o projeto - A Presença de Paulo Freire: um legado de compromisso com a palavra, os indivíduos e as suas várias leituras de mundo. Por meio de curso, palestras, publicações e vídeos, o objetivo é conhecer e discutir seu legado e influência em movimentos sociais e lideranças que têm como base o pensamento freiriano. A partir do olhar do Patrono da Educação Brasileira, a programação é voltada ao público que, assim como ele, também almeja a continuação do processo emancipatório da educação.  

As ações se iniciam com os educadores do Sesc Santo André contando as influências de Paulo Freire em suas vidas em Por que me tornei educador?, disponível nas redes sociais do Sesc Santo André. Nos dias 15, 22 e 29 de setembro, às 19h, no canal do Youtube do Sesc Santo André os especialistas Marina Mello e Luiz Rufino discutem sobre pedagogia como prática de descolonização. De setembro a dezembro, serão publicados curtas com o relato de pessoas que conviveram e trabalharam com Paulo Freire, as Pílulas Críticas contam com convidados como Luíza Erundina e Madalena Freire, filha de Paulo Freire. A programação do Biblioindica, vídeos com indicações de livros para empréstimo na biblioteca, também segue com programação especial Paulo Freire, no dia 28 de setembro, às 15h, no canal do Youtube do Sesc Santo André.   

Legado de Paulo Freire  

No dia 19 de setembro de 1921, em Pernambuco, nascia Paulo Freire, que viveu por 75 anos dedicando a maior parte da sua vida à educação. Pedagogo, escreveu livros e criou métodos inovadores de educação com foco na transformação social, utilizados e reconhecidos mundialmente.   

É o criador da pedagogia crítica, um modelo de educação livre adotado no mundo todo, que parte do princípio da educação libertadora e popular. A história e a cultura do aluno são levadas em conta para que ele construa, juntamente com o professor, seu processo de aprendizagem, tornando-o mais dinâmico e humanizado. Um ensino horizontal, em que todos ensinam e aprendem.  

Paulo Freire é considerado o Patrono da Educação Brasileira por mérito de sua obra e das suas contribuições para a educação e alfabetização no Brasil e no mundo. Ele é o brasileiro com mais títulos de Doutor Honoris Causa de diversas universidades - dentre elas, Harvard, Cambridge e Oxford - e é o escritor da terceira obra mais citada em trabalhos de ciências humanas do mundo: Pedagogia do Oprimido. O livro, lançado em 1968, foi construído a partir da sua experiência como educador vivida durante os anos que passou exilado no Chile. Paulo Freire sempre lutou para que a educação fosse libertadora, e não opressora.  

Programação:  

A Presença de Paulo Freire:   

um legado de compromisso com a palavra, os indivíduos e as suas várias leituras de mundo     

Vídeo 

Por que me tornei educador? 

Com equipe de educadores de atividades infanto juvenis 

Nas redes sociais do Sesc Santo André  

A equipe de educadores do infanto juvenil do Sesc Santo André convida o público a participar da programação A presença de Paulo Freire por meio de vídeos curtos nos quais eles contam por que se tornaram educadores e a influência de Freire em suas escolhas.   

Palestra 

Pedagogia como prática de descolonização   

Com Marina Mello e Luiz Rufino, mediação Patrícia Janaína  

Dias 15, 22 e 29/9, quartas, às 19h 

No canal do Youtube do Sesc Santo André  

Transgressão, descolonização, educação libertadora. O que tais termos podem significar quando juntos na mesma frase? A partir de que olhar, educadoras e educadores têm elaborado suas práticas? Será que os ambientes educativos têm sido plurais, integrativos e libertadores? Neste bate-papo, Marina Mello e Luiz Rufino discutem sobre a descolonização das práticas pedagógicas nas instituições de ensino formal e não formal.   

Mediação de Patrícia Janaína Santo - Educadora em Atividades Infantojuvenis.   

Marina Mello - Doutora em Antropologia Social e mestre em História Econômica pela USP, com estágio pós-doutoral pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. É professora adjunta da UNIFESP. Foi professora da UNILAB -CE e colaboradora do Curso de Difusão Cultural do Centro de Estudos Africanos da USP, entre os anos de 2006 e 2017.  

Luiz Rufino - Escritor, pedagogo, pós-doutor em Relações étnico-raciais pelo Cefet/PPRER e doutor em Educação pela UERJ. É professor da UERJ-FEBF no Departamento de Ciências e Fundamentos da Educação. Publicou, entre outros títulos, "Pedagogia das Encruzilhadas".    

Vídeo 

Pílulas Críticas - Paulo Freire  

De setembro a dezembro 

Nas redes socias e canal do Youtube do Sesc Santo André 

De setembro a dezembro, serão publicados curtas com o relato de pessoas que conviveram e trabalharam com Paulo Freire, como também com aquelas que tiveram, de alguma forma, as suas jornadas fortemente atravessadas pela pedagogia freireana.   

Literatura 

BiblioIndica Especial Paulo Freire  

com os Educadorxs em Atividades Infantojuvenis do Sesc Santo André  

Dia 28/9, terça, às 15h 

No Youtube do Sesc Santo André  

Como parte das celebrações do centenário de Paulo Freire, o BiblioIndica do mês de setembro contará com indicações em vídeo de algumas de suas principais obras.   

Sesc TV 

Paulo Freire, um homem do mundo 

Direção de Cristiano Burlan  

Série documental em cinco episódios sobre o pensador brasileiro que é referência mundial na educação. Disponível em: https://sesctv.org.br/programas-e-series/paulo-freire/

Comente aqui