Data: 21/09/2019 09:27 / Autor: Paloma Alvarez Alonso / Fonte: Semasa

Semasa resgata três gambás na Vila Luzita e no Recreio da Borda do Campo

Um dos animais foi apedrejado e estava ferido no momento do resgate. Não maltrate os animais. Caso encontre um animal silvestre perdido ou ferido entre em contato com o Semasa


Crédito: Divulgação

A equipe de fiscalização ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) resgatou três gambás-de-orelhas-pretas (da espécie Didelphis aurita) nesta sexta-feira (20).

O alerta sobre o primeiro animal, que estava localizado em frente ao Terminal da Vila Luzita, foi feito por moradores à GCM (Guarda Civil Municipal), que entrou em contato com a autarquia. Os agentes ambientais foram alertados que o saruê, um dos nomes pelos quais os gambás também são conhecidos, havia sido apedrejado e estava ferido. A equipe conseguiu capturar o gambá e ele foi levado até o Parque Estoril, em São Bernardo, parceiro do Semasa no trabalho de resgate de animais silvestres.

No Parque Estoril, o animal foi examinado e medicado e, na tarde desta sexta-feira, foi devolvido à natureza, sendo solto no Parque Natural do Pedroso pelos agentes ambientais do Semasa.

FILHOTES
Já no Recreio da Borda do Campo, o Semasa foi chamado para realizar o resgate de dois saruês filhotes. De acordo com as informações do morador que entrou em contato com a autarquia, os gambás foram encontrados sozinhos e a mãe, possivelmente, foi morta.

Assim como no primeiro caso, os filhotes foram encaminhados ao Parque Estoril para avaliação veterinária e ficarão aos cuidados da entidade, já que ainda são muito pequenos e precisam do acompanhamento da mãe.

ÉPOCA DE REPRODUÇÃO
Esta época do ano é marcada pela reprodução dos gambás e, por isso, as fêmeas ficam mais lentas e buscam locais seguros para ficar com seus filhotes. Os saruês são simpáticos bichos do tipo marsupial que fazem parte da nossa fauna.

Eles não são ferozes e não oferecem risco aos humanos. Os gambás são importantes agentes no equilíbrio ecológico, pois trabalham também na dispersão de sementes e no controle de pequenos vetores, como carrapatos e baratas.

Não maltrate os animais! – O resgate de animais silvestres é um trabalho realizado pelo Semasa desde 2001 e conta com o apoio e parceria da Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e da Guarda Civil Municipal.

Santo André tem 55% de seu território preenchido por áreas de proteção ambiental e, por isso, estes locais com vegetação preservada são lares para muitas espécies de animais nativos da Mata Atlântica. Por causa do avanço da urbanização nestas áreas, muitos bichos acabam sendo desalojados de seus habitats naturais e "fogem" para as residências das pessoas.

Quem vê ou encontra um animal silvestre perdido ou ferido deve entrar em contato com o Semasa, pela Central de Atendimento 115, pelo Facebook da autarquia, ou ainda fazer a denúncia por meio da GCM, no telefone 4428-1700.

Importante lembrar que maltratar animais é crime ambiental previsto pela Lei Federal 9.605/98 e pode acarretar em multa e detenção, quando identificado o infrator.

Crédito: Divulgação

Comente aqui