Data: 12/12/2019 17:40 / Autor: Renan Muniz de Sales / Fonte: PMSA

Santo André lança Parque Tecnológico e Bureau de Serviços

Iniciativa reúne mais de 100 serviços oferecidos pelo ecossistema de inovação ABC


Santo André lança Parque Tecnológico e Bureau de Serviços
Santo André lança Parque Tecnológico e Bureau de Serviços
Santo André lança Parque Tecnológico e Bureau de Serviços

Crédito: Alex Cavanha/PSA

O Parque Tecnológico de Santo André teve sua primeira etapa entregue nesta quinta-feira (12). O portal online e o Bureau de Serviços Tecnológicos foram apresentados para empresas, instituições de ensino e autoridades, em evento do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico e Comitê de Integração da Rede de Inovação, no Salão Burle Marx.

Cadastrado no Governo do Estado desde 2006, o Parque Tecnológico começa a funcionar na cidade de forma definitiva. A ação ativa o ecossistema de inovação com a oferta de 117 serviços no Bureau, divididos em oito categorias. Até o momento, o Bureau conta com 12 parceiros credenciados para oferta de serviços tecnológicos.

De acordo com o prefeito Paulo Serra, a entrega coloca Santo André entre as protagonistas de inovação no Brasil. “Com a cidade mais moderna, nossa gestão tem conseguido transformar a cara do município com muita inovação e, com a operação de grandes parceiros, hoje oferecemos mais de 100 serviços para todo o setor produtivo do ABC. É um grande ecossistema econômico e de inovação importante que começamos a operar para Santo André e região”, afirmou.

O portal lançado nesta quinta-feira conta com todas as informações do Parque Tecnológico, além de dar acesso ao Bureau de Serviços Tecnológicos, suporte para acesso às Leis de Incentivo fiscal do município e agenda de eventos de todo o ecossistema de inovação da cidade e região. Para acessar o portal, basta entrar no site www3.santoandre.sp.gov.br/parquetecnologico.

O Parque Tecnológico é parte fundamental da política de desenvolvimento econômico já em operação pela Prefeitura e tem como missão promover a inovação e competitividade nas empresas, potencializando as estruturas já existentes na cidade e região, estimulando a extensão tecnológica nas instituições de ensino superior e atuando nas oportunidades econômicas do ABC.

Para o subsecretário de Ciência Tecnologia e Inovação do Governo do Estado de São Paulo, Marcos Vinícius de Souza, Santo André apresenta uma nova geração de política pública para parques tecnológicos. “Essa nova geração tem migrado para um conceito de distrito de inovação, de ecossistema local de inovação. Foi percebido que os talentos não estavam mais dispostos a irem a parques tecnológicos distantes dos grandes centros. Se o Parque Tecnológico fosse colocado em uma área remota do Estado provavelmente não daria certo, assim como não está dando em diversos locais do Brasil. O que dá certo são as conexões e serviços que estão disponibilizados nesta plataforma”, disse.

Segundo o subsecretário, o Parque Tecnológico já nasce bem sucedido porque é orientado pela demanda do setor privado e por não se limitar a um espaço físico. “O que vemos aqui é exatamente o que vimos nos nossos estudos de benchmarking internacional. Vimos exatamente o que foi mostrado no 22@Barcelona, que também faz um bureau onde as áreas privadas já operam e, a partir disso, o governo dá suporte para atender as necessidades do setor privado. O Vale do Silício também é assim, é todo espalhado em um ambiente onde um conecta com o outro. Mesma coisa na Irlanda e no Candle Square, em Boston”, afirmou Marcos Vinícius de Souza.

Além do Bureau de Serviços Tecnológicos, o Parque Tecnológico também contará com Centro de Inovação, que atualmente encontra-se na fase de desenvolvimento do projeto executivo, com protocolo de solicitação de recursos junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional, na ordem de R$ 28 milhões. A previsão é de que as obras tenham início no ano que vem.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, o Centro de Inovação é apenas um dos braços do grande projeto que é o Parque Tecnológico. “Hoje não estamos cortando uma fita, mas sim apresentando uma virada de chave a todas as instituições de ensino, pesquisa e grandes empresas da região. Mostramos esse olhar de que o Parque Tecnológico já existe, além de todo o trabalho que a gestão tem desenvolvido para conectar todos os atores econômicos da cidade. O pontapé inicial do Parque Tecnológico se deu em uma estrutura que já existe e que temos nos dedicado em fomentar a conexão instalada no Grande ABC”, afirmou Evandro Banzato.

O Parque Tecnológico de Santo André traz em sua essência a integração e colaboração entre os atores locais de ciência, tecnologia e inovação, e irá se somar às estruturas já existentes das sete cidades que compõe o Polo Tecnológico do ABC, uma região com economia altamente relevante para o país, com o 4º maior PIB do Brasil, 3º maior valor adicionado da indústria e com o 5º maior mercado consumidor do país.

Comente aqui