Data: 27/07/2015 18:03 / Autor: Redação / Fonte: PMSA

Santo André finaliza obras no Cemitério Nossa Senhora do Carmo

Curuçá passa a ter 13 salas de velório, área de convivência com jardim, paisagismo, novos mobiliários, entre outras melhorias, garantindo conforto aos familiares


Cemitério Nossa Senhora do Carmo
Cemitério Nossa Senhora do Carmo

Crédito: Diego Barros/ PSA

A Prefeitura de Santo André, por meio do Serviço Funerário Municipal, colocou em funcionamento, nesta segunda-feira (27), mais sete salas de velório totalmente reformadas no Cemitério Nossa Senhora do Carmo (Curuçá), completando a segunda etapa de intervenções no local. Dentro do processo de reforma, o espaço ganhou área de convivência com jardim, paisagismo, pisos e saguão com TVs e mobiliários novos, recepcionista 24h, além de um sistema de captação de água de reúso.

Todas as intervenções realizadas estão inseridas no processo de modernização da necrópole em andamento, que contará com mais 3 mil novas sepulturas até o próximo ano, padronização das existentes com placas de ardósia, que dispensarão a movimentação de terra e grama a cada sepultamento/exumação, novos ossuários (nichos) e dois piscinões com capacidade para 200 e 300 mil litros, estes já em pleno funcionamento.

“É uma satisfação poder entregar hoje a segunda fase da reforma do cemitério Nossa Senhora do Carmo, realizada com ênfase em oferecer uma melhor qualidade do atendimento para o visitante e familiares, que vêm até aqui ter seus últimos momentos com seus entes queridos. Ampliamos o número de salas, hoje com capacidade para treze velórios, também com espaço de descanso mais tranquilo, pensando no conforto das famílias bem como um espaço externo com uma capacidade boa, para que as pessoas tenham um convívio melhor. A população vai poder verificar uma evolução significativa nas condições de atendimento, das instalações e também na capacidade do cemitério aqui do Curuçá, que é mais um importante equipamento para atender bem a população de Santo André”, disse o prefeito Carlos Grana.

“O serviço funerário tem a obrigação de pensar no conforto da família que utiliza os serviços do cemitério em um momento tão complicado. Sabemos que não é possível amenizar a dor, mas o serviço funerário tem o papel de diminuir esse sofrimento, oferecendo um espaço mais agradável, pensado nas famílias que utilizam o espaço. E as ações com foco na humanização do atendimento não terminam aqui. Vamos dar continuidade a este trabalho, iniciando melhorias no cemitério da Vila Assunção e em seguida o da Vila Pires”, acrescentou o diretor do Serviço Funerário Municipal, José Antonio Ferreira.


Comente aqui