Data: 14/09/2019 09:15 / Autor: Redação

Oficina do Centro Logístico reúne moradores de Paranapiacaba

Encontro realizado nessa quinta-feira (12/09) teve como objetivo ouvir a comunidade e apresentar detalhes do projeto


Oficina do Centro Logístico reúne moradores de Paranapiacaba
Oficina do Centro Logístico reúne moradores de Paranapiacaba

Crédito: Divulgação

O Centro Logístico Campo Grande – CLCG está promovendo uma série de oficinas para ampliar o diálogo com a população que mora no entorno do local de implantação do projeto, em Santo André (SP). Na última quinta-feira (12/09) foi realizado o terceiro encontro, desta vez na Vila de Paranapiacaba, que fica a 4,5 km da área do empreendimento.

A iniciativa foi desenvolvida para escutar a comunidade, intensificar a troca de informações sobre o projeto e também esclarecer dúvidas. A reunião em Paranapiacaba contou com uma apresentação sobre o objetivo do Centro Logístico, as etapas de implantação e os benefícios para a região. Em seguida, os participantes fizeram uma roda de conversa para expressar suas considerações.

“Nossos encontros têm sido muito produtivos e fundamentais para compatibilizar ainda mais o projeto com a região, pois queremos que a população participe ativamente do desenvolvimento do centro logístico. A reunião em Paranapiacaba foi muito importante, e também emocionante, porque conversamos abertamente com os moradores, que expressaram algumas dificuldades atuais e seus anseios por mais oportunidades”, destaca Jael Rawet, idealizador do projeto.

O empreendimento, segundo Rawet, vai proporcionar dinamismo à região e pode contribuir para o desenvolvimento e conservação do patrimônio da vila. A partir da criação de uma Reserva Florestal com viveiros e trilhas, prevista para a primeira etapa do projeto, serão estimuladas atividades que favorecem o ecoturismo.

A primeira e a segunda oficina, realizadas nos dias 10 e 24 de agosto respectivamente, foram direcionadas aos moradores de Rio Grande da Serra e dos bairros Jardim Lima, Vila Niwa, Pedreira, Chácaras Carreiras e Eugênio de Lima. “Um novo encontro será promovido, e divulgado em breve, para darmos continuidade à iniciativa e, assim, construirmos junto à comunidade novas ideias e melhorias para a região”, explica o idealizador do CLCG.

O projeto completo do Centro Logístico Campo Grande, estimado em R$ 780 milhões de investimento privado, prevê o acréscimo de R$ 35 milhões anuais na receita do município de Santo André e a criação de 1.200 novas vagas de empregos com programas de capacitação, oferecidas prioritariamente à população dos bairros vizinhos.

O empreendimento vai oferecer apoio para superar os gargalos da ferrovia para os trens de carga que descem e sobem do Porto de Santos, possibilitando melhor aproveitamento do transporte sobre trilhos, modal mais econômico, mais eficaz e menos poluente em relação ao transporte rodoviário. É um projeto de desenvolvimento sustentável que vai transformar 80% da área da propriedade em uma Reserva Florestal de 369 hectares, protegendo todas as nascentes e evitando a degradação dos recursos naturais da região. Com manejo sustentável, e protegidas de impactos externos, a fauna e a flora das florestas serão enriquecidas

Comente aqui