Data: 11/12/2019 09:57 / Autor: Paola Zanei / Fonte: Secom PSA

Museu de Santo André abre para visitação súmula do 1º gol de Pelé

Rei do futebol marcou pela primeira vez em jogo realizado na cidade em 1956; documento foi doado por filho de um dos organizadores da partida


Museu de Santo André abre para visitação súmula do 1º gol de Pelé
Museu de Santo André abre para visitação súmula do 1º gol de Pelé

Crédito: Angelo Baima/PSA

A súmula original com o registro do primeiro gol de Pelé, que até recentemente era dada com desaparecida, já pode ser admirada no Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa. O documento histórico traz a descrição do jogo realizado em 7 de setembro de 1956 na cidade, juntamente com fotos e recortes de jornal, e foi doado por Milton Sacilotto, filho de um dos organizadores da partida, o então diretor do Departamento de Educação, Cultura e Esportes de Santo André, Nelson Sacilotto.

“Meu pai guardou essa súmula durante esses anos todos, mas agora que ele se foi, percebi que não havia sentido em ter um documento desta importância dentro de uma caixa em casa”, disse Milton Sacilotto, que assinou o documento oficializando a doação no dia 22 de novembro. “É muito importante preservar a memória da cidade, ainda mais porque aquela partida possui uma dimensão maior, ao fazer parte da história do maior jogador do país. Por isso eu quis que esse documento pudesse ser visto por todos. É também uma forma de homenagear meu pai”, acrescentou Sacilotto.

A ideia de fazer as anotações do jogo, ou seja, uma súmula, da qual constam a escalação, marcação de gols, substituições e o resultado final, foi do próprio Nelson Sacilotto, segundo conta seu filho. A partida, realizada no Estádio Américo Guazzeli, onde hoje é o Clube do Corinthians de Santo André, não era oficial, e por isso não era acompanhada pela Federação Paulista de Futebol, e portanto sem súmula. Tratava-se de um jogo em comemoração ao Dia da Independência. Vários times foram convidados a participar, jogando contra o Corinthians de Santo André, mas apenas o Santos aceitou.

Foi usado então o verso do papel timbrado do Corinthians e todo o jogo foi descrito à caneta, com a escalação dos jogadores e os horários de cada gol. "Pelé ainda não jogava como profissional e, por isso, ninguém sabia quem ele era, ou quem era o Gasolina, como ele era chamado. Tanto que o gol no goleiro Zaluar, aos 34 minutos do segundo tempo, foi atribuído por engano a um outro jogador, o Raimundinho. O erro foi corrigido depois, e essa correção é bem nítida na súmula original”, explica a museóloga e gerente do Museu de Santo André, Mayra Gusman de Souza.

A visitação poderá ser feita em qualquer horário dentro do período de funcionamento do Museu de Santo André, que abre de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30, e aos sábados, das 8h30 às 14h30. A entrada é gratuita.

Homenagem - Além da súmula exposta no Museu, o parque Antonio Pezzolo (Ipiranguinha), que fica em frente ao Corinthians de Santo André, vai ganhar no ano que vem uma estátua em homenagem a Pelé. “O parque vai passar por um processo de revitalização que está acontecendo em todos os parques da cidade, mas agora, com o surgimento da súmula que comprova que o gol foi em Santo André, o Ipiranguinha vai receber uma homenagem ao primeiro gol do Pelé. Assim vamos atender esses anseios de preservação da memória da cidade e colocar Santo André definitivamente como marco oficial da história do futebol no Brasil e do Rei Pelé”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Serviço

Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa

Endereço: rua Senador Fláquer, 72 - Centro

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h30 às 16h30, e aos sábados, das 8h30 às 14h30

Entrada gratuita

Comente aqui