Data: 26/04/2019 09:59 / Autor: Paloma Alvarez Alonso / Fonte: Semasa

Moeda Verde chega ao Jardim Santo André

Inovador, programa que troca recicláveis por alimentos chegou aos Núcleos Cruzado I e II, nona região a receber a iniciativa


Moeda Verde chega ao Jardim Santo André
Moeda Verde chega ao Jardim Santo André

Crédito: Divulgação/Semasa

O Núcleo Cruzado – dividido em I e II – localizado no Jardim Santo André, recebeu nesta quinta-feira (25) mais uma ação da terceira fase de expansão do Programa Moeda Verde. A primeira troca no local contou com a presença do prefeito Paulo Serra e do superintendente do Semasa, Almir Cicote. Na comunidade, a expectativa é atender mais de 3,5 mil habitantes, totalizando 47 mil pessoas beneficiadas de forma direta e indireta, em todos os núcleos onde o Moeda Verde está presente.

O prefeito Paulo Serra comemorou a chegada das ações à comunidade e a expansão das trocas. “O Moeda Verde estará em 14 locais da cidade até o fim do ano e a nossa meta é estar nos 50 núcleos do município nos próximos cinco anos”, comentou.

A atividade aconteceu na manhã desta quinta-feira na rua Gamboa, na esquina com a rua Descampado. A partir de maio as trocas vão acontecer quinzenalmente às quartas-feiras, a partir das 14h. A comunidade participante trocou, neste primeiro dia, 461,6 kg de lixo reciclável por 92 kg de laranjas, berinjelas, chuchus, abobrinhas e carambolas.

O prefeito Paulo Serra ainda reforçou junto aos moradores presentes sobre a importância do pertencimento que o programa proporciona, criando a conscientização para bairros mais limpos, ajudando na economia das famílias ao fornecer alimentos de qualidade. “O Moeda Verde é revolucionário e, inclusive, o governador João Doria se interessou pelo formato das ações. Estamos exportando coisas boas de Santo André”, afirmou.

Reciclagem que alimenta - A senhora Dilza de Jesus Santos foi a campeã desta primeira troca, levando pra casa 46 kg de alimentos pela troca de 231,2 kg de resíduos recicláveis. As frutas, legumes e hortaliças serão distribuídos para toda a família, que ajudou a coletar os materiais. Além dela, outras moradoras estavam animadas na fila. “Vou espalhar ‘no Face’ para os vizinhos e amigos da virem participar. Adorei!”, comentou Aparecida Maria, que mora há 32 anos no local.

Até o fim de 2019, o Moeda Verde vai chegar a outros núcleos de Santo André – Pintassilgo, Sorocaba, Espírito Santo, Missionário e mais um, cujo local ainda está em estudo. “Percebemos que as pessoas estão guardando os resíduos e participando cada vez mais das ações, melhorando a qualidade de vida das famílias”, disse o superintendente do Semasa, Almir Cicote.

Desde o início do programa, em 2017, já foram recebidas mais de 86 toneladas de lixo reciclável. Em troca, já foram doadas mais de 17 toneladas de alimentos às famílias participantes.

O Moeda Verde é uma iniciativa pioneira e de sucesso que incentiva a troca de 5 kg de resíduos recicláveis por 1 kg de alimento do tipo hortifrúti (frutas, verduras e legumes). Também é ofertada uma hortaliça a todos os participantes.

O material recebido durante o Moeda Verde é encaminhado às cooperativas de reciclagem parceiras do Semasa. Os alimentos doados aos moradores são adquiridos por meio do Banco de Alimentos e também dos produtores rurais urbanos de Santo André, que fornecem todas as verduras distribuídas, gerando riqueza para a cidade, fazendo girar a economia local.

No hotsite do programa (www.semasa.sp.gov.br/moedaverde) é possível acessar as principais informações sobre as ações, verificar a agenda de trocas, balanço de resíduos recolhidos (por núcleo), fotos, entre outras informações.

Comente aqui