Data: 21/07/2019 09:50 / Autor: Tiago Oliveira / Fonte: PMSA

Inauguração da Torre do Relógio marca início do 19º Festival de Inverno de Paranapiacaba

Símbolo da vila foi restaurado e ganhou nova iluminação; primeiro dia do FIP registrou público de 22 mil pessoas


Festival de Inverno de Paranapiacaba

Crédito: Angelo Baima/PSA

O primeiro dia do 19º Festival de Inverno de Paranapiacaba foi marcado pela celebração do resgate de um dos principais símbolos da vila, a Torre do Relógio da estação, que foi totalmente restaurada e ganhou iluminação especial. A inauguração ocorreu na noite deste sábado (20), em uma cerimônia que contou com show de luzes e encantou os visitantes. Cerca de 22 mil pessoas estiveram presentes na vila no primeiro dia de evento.

 “A 19ª edição do Festival de Inverno de Paranapiacaba marca um novo tempo na vila, com a recuperação de símbolos históricos e o resgate do orgulho da nossa gente. Paranapiacaba desponta novamente com o seu potencial turístico e ambiental, com novidades e atrações como a Torre do Relógio, restaurada e com iluminação especial, para garantir um espetáculo único aos visitantes”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Com o restauro, que teve início em janeiro deste ano, o relógio da estação voltou a funcionar, após ficar 10 anos parada. A última intervenção voltada à conservação da torre ocorreu em 2003. A obra contou com investimento de R$ 1,2 milhão e foi realizada pela MRS, por meio do Programa Nacional de Cultura (Pronac), do governo federal.

O relógio e a torre têm histórias diferentes. O relógio data de meados de 1898, quando foi construída uma nova estação de madeira em Paranapiacaba. Naquela época, a torre do relógio existente era bem menor e colada à estação. A primeira estação da vila foi criada em 1867, com o nome de Estação do Alto da Serra.

Em 1977 a estação de madeira é desativada e a torre é reconstruída em um novo lugar, desta vez mais alta. Para esta nova torre foram transportados o relógio, da marca inglesa John Walker, todos os mecanismos e os gradis metálicos.

 “Sempre venho a Paranapiacaba acompanhar o Festival de Inverno e fico feliz que tenha sido recuperado este que pra mim é o principal símbolo da vila. Eu e minha família adoramos a nova iluminação”, conta a comerciante Lilian Pereira.

Logo após a inauguração da Torre do Relógio, o prefeito Paulo Serra inaugurou a exposição permanente da maquete de ferromodelismo, que foi instalada em um espaço próximo à antiga Garagem das Locomotivas, onde funcionava a área administrativa das oficinas da ferrovia.

A exposição é uma iniciativa do Ferreoclube do ABC e estará aberta ao público em todos os dias do Festival de Inverno, das 10h às 18h. Após o FIP, a exposição poderá ser visitada aos domingos, das 10h às 16h.

ATRAÇÕES
O Festival de Inverno de Paranapiacaba segue neste domingo (21) e durante todo o próximo fim de semana. Os shows, exposições e intervenções culturais acontecem em dez pontos diferentes da vila inglesa. Durante o FIP, quem for à vila poderá conferir série de oficinas, vivências, saraus, exposições e atividades de lazer, além de feiras como a de Artes e Antiguidades, de Vinil e a de produtos de cambuci, fruto típico da Mata Atlântica. O espaço Locobreque abrigará as apresentações de circo. E a webrádio Rádio Plano B fará a transmissão ao vivo do evento.

Neste domingo, Leandro Matos, a banda Derbaum, Fabio Kideshi e Rodrigo Régis e Tata Alves serão as atrações no palco do Mercado, respectivamente às 13h, 15h, 17h e 19h. A programação no Palco da Rua Fox terá início às 13h, com a banda Ataque à Jugular, e no Palco da Rua Direita, às 14h, com a banda feminina Santa Muerte. Já no Espaço Sesc, no Clube ULS, a partir das 12h, o público poderá conferir outras oficinas, apresentações musicais e de dança, além do audiotur e cortejo com o Samba Lenço de Mauá. A banda Blues Etílicos fecha a programação do espaço, às 18h.

Comente aqui