Data: 16/01/2020 09:55 - Alterado em: 16/01/2020 18:10 / Autor: / Fonte: ABCdoABC

Guarda agredido nesta quarta-feira no Parque Celso Daniel morre

GCM foi espancado por jovem que não concordou com pedido para não fumar narguilé no parquinho infantil do Parque Celso Daniel, em Santo André. Prefeitura decretou luto oficial de três dias


GCM Benedito Manoel da Silva foi agredido no Parque Celso Daniel
GCM Benedito Manoel da Silva foi agredido no Parque Celso Daniel

Crédito: Reprodução Facebook

O guarda Benedito Manoel da Silva tinha 56 anos e trabalhava há 33 anos na GCM de Santo André. No final da tarde desta quarta-feira, foi chamado por pais das crianças que brincavam no parquinho reclamando de um grupo de jovens que estavam fumando narguilé próximo às crianças. O guarda pediu aos jovens que parassem de fumar narguilé dentro do parquinho infantil do parque quando um dos jovens abordados não concordou com o pedido e passou a agredir o guarda com socos no peito. O agente perdeu a consciência e teve três paradas cardíacas, sendo socorrido no Centro Hospitalar de Santo André, mas não resistiu e morreu.

O homem acusado de agredir o guarda foi preso e levado à 4º Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde prestou depoimento e foi liberado. A GCM informou que o parque possui câmeras de vigilância que podem ter gravado a ação do agressor.

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de Santo André decretou luto oficial de três dias pela morte do Guarda Civil Municipal Benedito Manoel da Silva, que perdeu a vida após ser agredido de maneira covarde na tarde desta quarta-feira (15) no Parque Celso Daniel. O agente morreu na madrugada de quinta-feira (16) no Centro Hospitalar Municipal Newton da Costa Brandão.        

O GCM Manoel tinha 56 anos de idade e dedicou 33 anos de sua vida à Guarda Civil Municipal, servindo e protegendo os munícipes de Santo André com total empenho e profissionalismo.

"Hoje Santo André lamenta e chora a morte do cidadão, pai de família e Guarda Civil Municipal Benedito Manoel da Silva, vítima de um ato de desrespeito e de violência, após ser agredido no cumprimento do seu dever. Uma fatalidade que muito nos entristece e sensibiliza. Esperamos que a Justiça seja feita de forma exemplar", afirmou o prefeito Paulo Serra.

O velório do GCM Benedito Manoel da Silva está sendo realizado no Cemitério do Curuçá. O sepultamento está previsto para ocorrer nesta sexta-feira (17), às 9h15, no mesmo cemitério.

Comente aqui