Data: 20/06/2019 10:32 / Autor: Paola Zanei / Fonte: Secom PSA

Feriado prolongado é oportunidade para ir à Sabina Escola Parque do Conhecimento

Exposição Consumo Consciente e a atividade Pegada Ecológica, que fazem parte da programação do mês do Meio Ambiente, podem ser conferidas até o dia 30 de junho


Crédito: Angelo Baima/PSA

No feriado prolongado de Corpus Christi, a Sabina Escola Parque do Conhecimento, que está com atividades especiais por conta do Mês do Meio Ambiente (Junho Verde), é uma ótima opção de passeio para quem não vai pegar a estrada. O espaço, dedicado ao ensino de ciências e de artes por meio da interatividade em Santo André, estará aberto ao público na quinta-feira (20), no sábado (22) e no domingo (23), das 9h30 às 17h30. Não haverá atendimento na sexta-feira (21).

O visitante vai poder conferir a exposição inédita Consumo Consciente, que convida o público a participar de uma atividade interativa para identificar objetos produzidos com materiais de difícil degradação na natureza.

A exposição traz informações sobre o tempo de decomposição de diversos materiais muito utilizados e descartados diariamente, como o plástico e o isopor. Além disso, a programação do Junho Verde na Sabina traz o Circuito Pegada Ecológica, uma trilha de pegadas por todo o espaço da Sabina, que leva a um divertido quiz e que fará o visitante analisar o quanto suas ações impactam no meio ambiente.

OFICINAS TEMÁTICAS
No domingo, dia de oficinas para aprender com diversão, o tema será matemática, com o Jogo da Senha. A brincadeira ajuda a desenvolver os conceitos de probabilidade, dedução e de lógica. As oficinas são às 10h e às 14h durante todo o mês de junho.

TARTARUGA VALENTE
O visitante pode aproveitar para conhecer a mais nova moradora da Sabina, a tartaruga-verde Valente. O animal se mudou para o tanque marinho da Sabina em março deste ano, depois de passar por um período de quarentena para se adaptar ao novo lar, e desde então divide o espaço com um tubarão-lixa, raias e moréias.

Resgatada por biólogos em uma praia no Rio de Janeiro, foi levada para um centro de reabilitação, pois estava com um dos olhos bastante machucado. Quando os biólogos perceberam que o outro olho também estava comprometido, e precisava de cuidados constantes, a ideia de seu retorno à natureza foi abandonada e o animal foi encaminhado para o tanque oceânico da Sabina. A nova moradora da Sabina tem 49 cm de comprimento do casco e quase o mesmo tamanho de largura, 48,5 cm, pesando cerca de 15 kg.

As atrações já famosas da Sabina continuam sendo diversão garantida: a réplica em tamanho natural do esqueleto de um Tyranossauro Rex, os simpáticos pinguins do Pinguinário, o Gerador de Van Der Graaf, que deixa os cabelos em pé, assim como os mais de 100 experimentos interativos de química, física e biologia, dois simuladores, o Planetário e muito mais.

Crédito: Angelo Baima/PSA

Comente aqui