Data: 01/07/2020 21:58 / Autor: Caroline Terzi / Fonte: PSA

Enel esclarece método de cobrança ao Procon Santo André

Reunião realizada nesta quarta trouxe orientações sobre cobranças acima da média; consumidores podem fazer os cálculos e solicitar ressarcimento, se necessário


Crédito: Angelo Baima/PSA

O Procon Santo André se reuniu nesta quarta-feira (1º) com a ouvidoria da Enel sobre os valores das contas de energia cobrados acima da média dos consumidores. O encontro foi resultado de uma solicitação feita pelo órgão municipal e pela Prefeitura de Santo André na semana passada.

Na reunião, a distribuidora de energia elétrica explicou o método de cobrança adotado neste período de isolamento, deu orientações sobre ressarcimento quando há cobrança indevida e informou a respeito de métodos flexíveis para a cobrança, caso os valores praticados estejam corretos.

“Tivemos uma reunião muito positiva, com a participação do prefeito Paulo Serra e da ouvidoria da Enel. Representantes da empresa nos apresentaram, por meio de telas e slides, que os faturamentos dos meses de março, abril e maio se deram pela média dos últimos 12 meses ou pela autoleitura. O que acontece é que, por conta da pandemia, as pessoas ficaram em casa e muitas trabalharam por meio de home office, além das crianças que fizeram aulas online, elevando o consumo”, pontuou a diretora do Procon Santo André, Doroti Gomes Cavalini.

A diretora do Procon Santo André lembrou que o órgão recebeu inúmeras denúncias sobre as contas de energia que ultrapassavam em até cinco vezes a média de consumo mensal. Doroti explicou que é possível verificar se as leituras faturadas estão de acordo.

“Basta somar a leitura do mês de fevereiro ao consumo que foi faturado pela média e subtrair dessa leitura realizada no mês de junho. Esse resultado será o que tem que ser pago em quilowatts e em valores. Casos pontuais que tiveram consumo muito acima da média, serão tratados pontualmente no Procon. Mas todos os consumidores que tiverem dúvidas devem nos procurar e, se for o caso, notificamos a Enel para esclarecimentos”, explicou a diretora do Procon Santo André.

Depois de ter feito todos os cálculos, constatando que o valor da cobrança está correto, a Enel está propondo parcelamento em até 10 vezes por meio de boleto, sem juros, ou em até 12 vezes no cartão de crédito sem juros. Caso constatado erro na conta emitida, a cobrança será cancelada e emitida uma outra conta com o valor corrigido.

Doroti explica qual é a orientação no caso de comércios, escolas, bares e restaurantes que permaneceram fechados e não tiveram consumo. “Se foram faturados com as médias dos consumos dos últimos 12 meses, considerando março, abril e maio, quando houve a leitura real no mês de junho, se constatada a cobrança maior, esses consumidores serão ressarcidos em contas futuras ou devem solicitar imediatamente o reembolso do valor”.

Para os munícipes que têm interesse em reclamar online sobre os valores das contas de energia cobrados acima da média, além de outros assuntos, basta acessar o Portal de Serviços da Prefeitura de Santo André, disponível no endereço ou pelo link.

No caso das reclamações sobre a Enel, o Procon de Santo André disponibiliza um formulário para facilitar o encaminhamento dos procedimentos com informações preliminares, solicitando anexar cópia dos documentos pessoais e cópia das faturas de fevereiro, março, abril, maio e junho de 2020 e julho, se tiver. Ao preencher o documento, o Procon irá auxiliar na análise da cobrança e, se necessário, encaminhar a reclamação para a Enel.

Caso prefira o atendimento presencial no Procon, o cidadão pode agendar pelo link. O órgão municipal está funcionando de segunda a sexta, das 10h às 16h.

Para mais informações, o telefone do Procon Santo André é o 3356-9200, que também está atendendo de segunda a sexta, das 10h às 16h.

Comente aqui