Data: 09/07/2020 21:25 / Autor: Rafaela Mazarin / Fonte: Secom-PSA

Centro Hospitalar Municipal de Santo André amplia pronto-socorro e avança em modernização

Prefeitura está realizando diversas intervenções no equipamento, que passou a contar com nova UTI, totalizando 92 leitos de terapia intensiva em todo o hospital


Crédito: Helber Aggio/PSA

O Centro Hospitalar Municipal (CHM) Dr. Newton da Costa Brandão, em Santo André, está recebendo diversas intervenções e ampliações por meio do programa Qualisaúde, proporcionando mais conforto ao usuário e melhor condição de trabalho aos profissionais.

Entre as intervenções já entregues estão a ampliação do pronto-socorro (PS) e criação de uma nova UTI (Unidade de Terapia Intensiva), totalizando 92 leitos de terapia intensiva em todo o hospital. Outras obras ainda estão em curso, sem causar prejuízo no serviço prestado aos usuários.

“O CHM está sendo todo reformado, são novos leitos e um novo pronto-socorro. Esta é uma das obras mais importantes da nossa gestão, pois com ela vamos oferecer qualidade nos equipamentos, ambiência e modernização. Vamos levar dignidade e qualidade no serviço de saúde para a nossa gente”, comentou o prefeito Paulo Serra.

Popularmente conhecido como Santa Casa, o Centro Hospitalar Municipal recebeu obras de ampliação e revitalização do pronto-socorro, que presta atendimento emergencial nas áreas de clínica médica, psiquiatria, ortopedia, oftalmologia, cirurgia geral, neurocirugia, neuroclínica e bucomaxilo facial. 

“Quando assumimos a administração municipal, o pronto-socorro era um depósito de macas, hoje tem todo um atendimento humanizado com dez consultórios todos equipados e isso faz parte dessa grande transformação da nossa querida Santa Casa, somada ao trabalho desta grande equipe que temos na saúde da cidade. Dá muito orgulho transformar esse equipamento, que é uma referência na nossa região”, completou Paulo Serra.

A intervenção garantiu ampliação no número de consultórios, passando de cinco para dez no pronto-socorro.  Duas alas de internação, salas de gesso, sutura, procedimentos e isolamento também foram revitalizadas. Além disso, foram entregues uma nova área de emergência e recepção com sala de espera.

O CHM ganhou uma nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com dez leitos, que foi construída no térreo. Com a ampliação, o hospital passou a contar com 92 leitos de UTI, sendo 52 para tratamento de pacientes com Covid-19.

Atualmente, outros espaços estão sendo revitalizados e ampliados, como a recepção central (na avenida João Ramalho) e a enfermaria da Clínica Médica, onde todos os quartos e sanitários receberão reforma e troca de mobiliário. Estão sendo investidos cerca de R$ 7 milhões para revitalizar e ampliar as diversas áreas do hospital.

Histórico - Desde 2017 o Centro Hospitalar Municipal vem recebendo diversas intervenções. Logo no início da atual administração foi entregue o Hospital Dia, fechado na gestão anterior. O local realiza cirurgias de baixa complexidade que permitem que o paciente passe pelo procedimento e tenha alta no mesmo dia, sem a necessidade de permanecer internado em observação. Posteriormente os pacientes retornam ao serviço para curativos e novas avaliações.

Em 2018, foi entregue a reforma do Centro de Diagnósticos, que possibilitou o aumento do número de salas de ultrassonografia, que passaram de duas para quatro. O antigo tomógrafo foi substituído por um moderno equipamento que faz imagens 3D e foram revitalizadas as salas de raio-x, de ressonância e do espaço onde são realizados os exames de ecocardiograma adulto, ecocardiograma infantil e doppler vascular.

Em 2019, dentre os espaços revitalizados e novos que foram entregues estão a Farmácia Satélite, o Centro Médico de Especialidades, auditório e prédio administrativo, além da nova ala de psiquiatria, o que proporcionou aumento de leitos do local.

Comente aqui