Data: 22/04/2013 15:20 / Autor: Redação / Fonte: PMRP

Saulo Benevides e Donizete Braga pontuam melhorias para saúde

Durante reunião, prefeitos de Ribeirão Pires e Mauá avaliam demanda e propõem ações para melhorar serviços regionais


Donizete e Saulo falam sobre saúde
Donizete e Saulo falam sobre saúde

Crédito: Gabriel Mazzo

 

Na manhã desta segunda-feira, dia 22, o prefeito de Mauá, Donizete Braga, reuniu-se com o chefe do Executivo de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, para debater demandas e soluções para a saúde na micro região que inclui os dois municípios e Rio Grande da Serra. A ação complementa os debates e propostas realizados regionalmente através do Grupo de Trabalho Saúde no Consórcio Intermunicipal Grande ABC.

Entre os assuntos levantados pelos prefeitos e secretários de saúde, Dr. Fernando Blandi, de Ribeirão Pires, e Lumena Furtado, de Mauá, além do secretário de Finanças da Estância, Antonio Carlos de Lima, está a padronização dos salários para profissionais do setor – médico, enfermeiros e técnicos de enfermagem – como forma de equilibrar a demanda por atendimento em cada uma das cidades e, dessa forma, equilibrar também despesas do custeio das redes.

 “Por não existirem limites claros entre os municípios, os moradores muitas vezes procuram o serviço de saúde mais acessível, inclusive em outras cidades. Essa é uma realidade da micro região de Mauá, Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires. Por isso precisamos conhecer a demanda das três cidades, os problemas e propor soluções conjuntas, para tentar amenizar os impactos e melhorar a qualidade dos atendimentos em saúde”, opinou o prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides.

Para o prefeito de Mauá, Donizete Braga, essas ações conjuntas são fundamentais para solucionar problemas da saúde pública regional. “Vamos trabalhar para contribuir em tudo o que for possível. O que eu não conseguir resolver na saúde em minha cidade vai ser absorvido pelos sistemas das cidades vizinhas, assim como o contrário acontece”, argumentou.

Outros pontos abordados durante a reunião foi o agendamento de reuniões periódicas entre profissionais de saúde para avaliar o desempenho do AME de Mauá, referência em especialidades médicas, como o tempo de espera para conseguir o encaminhamento de pacientes. A partir disso, as três cidades também poderão propor melhorias, assim como para o SAMU, regulado por Mauá, entre outros serviços comuns aos três municípios.

Dados de atendimento na UPA de Ribeirão Pires - De janeiro a 10 de abril a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ribeirão Pires atendeu

30.422 pessoas. Destas, 4.233 são de outros municípios. Pacientes de Mauá, Rio Grande da Serra, Suzano e até São Paulo, entre outros, representam 13,90% dos atendimentos da unidade.

Suzano é a cidade que mais exporta pacientes. Nos 100 primeiros dias do ano, foram 1.340 pessoas atendidas na UPA. O segundo maior município que utiliza o equipamento de Mauá, com 1.324. De Rio Grande da Serra vieram

1.189 pessoas. Até os paulistanos utilizam a UPA de Ribeirão Pires. Foram 110 pessoas.

Comente aqui