Data: 12/03/2018 16:24 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

Ribeirão Pires recebe unidade móvel de Panificação e Confeitaria do SENAI

No período de 12 de março a 11 de abril de 2018, a unidade móvel do curso de panificação e confeitaria do SENAI estará funcionando no Complexo Ayrton Senna, em Ribeirão Pires


Unidade móvel do curso de Panificação e Confeitaria do SENAI
Unidade móvel do curso de Panificação e Confeitaria do SENAI

Crédito: Sandra Ártico

Em parceria com a Prefeitura da Estância Turística, por meio do Fundo Social de Solidariedade do município, do SEBRAE-SP, do SIPAN (Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Santo André) e da AIPAN (Associação dos Industriais de Panificação e Confeitaria do Grande ABC), a unidade capacitará grupo de 32 alunos em curso com carga de 86 horas.

Projetada para funcionar como sala de aula e laboratório, a unidade conta com uma infraestrutura completa com equipamentos de última geração – seguindo todos os padrões de segurança no trabalho em máquinas e equipamentos. “Ribeirão Pires faz aniversário neste mês e quem ganha o presente são os munícipes. É uma oportunidade única de capacitação profissional gratuita para um mercado de trabalho cada vez mais exigente. A única coisa que cobramos de vocês (alunos) é o comprometimento”, disse a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ribeirão Pires, Flávia Dotto.

Também participaram da aula inaugural o vice-prefeito de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon, e o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, César Ferreira. “Num momento de crise como o que vivemos, quem quer se aprimorar precisa de oportunidade, como a que esta parceria está trazendo para nossa cidade. Vejo vocês com esperança e força de vontade para ajudar o País a se recuperar”, disse Roncon.

Desempregada há mais de um ano e meio, Rita Bergonzine, 46 anos, encara o curso como uma oportunidade de se adequar às novas tecnologias do setor e retornar ao mercado de trabalho. “Trabalhei em doceria por mais de dez anos, mas, como sai da área há algum tempo, preciso aperfeiçoar meu conhecimento para conseguir um emprego”, completou.

Neste primeiro momento, os alunos, divididos em duas turmas (manhã e tarde), tiveram contato com o Programa Super MEI, do SEBRAE-SP, com a oficina “SEI Controlar Meu Dinheiro” e, posteriormente, a oficina “SEI Vender”. “O principal desafio do microempreendedor é o fluxo de caixa; não misturar as despesas pessoais com as da empresa”, explicou a analista de negócios do SEBRAE-SP, Zenaide Mota.

A partir de amanhã, dia 13 de março, os alunos terão contato com a rotina de um auxiliar de padeiro e confeiteiro. Além de noções básicas de higiene e normas de segurança no trabalho, os alunos aprenderão a tirar o melhor proveito das receitas, utilizando a mesma quantidade de insumos, com mais qualidade e maior rendimento. “Eles aprenderão para o que serve cada ingrediente; como efetuar substituições inteligentes sem comprometer a receita; efetuar cálculos dos insumos e muito mais”, disse o professor de Gastronomia do SENAI-SP, José Carlos de Almeida.

Comente aqui