Data: 19/09/2019 11:57 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

Em Ribeirão Pires, caminhada chama atenção para prevenção ao suicídio

Atividade integra programação do Setembro Amarelo, campanha promovida na cidade pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde


Caminhada com pacientes do CAPS II - Setembro Amarelo
Caminhada com pacientes do CAPS II - Setembro Amarelo

Crédito: PMETRP

Pacientes do Centro de Apoio Psicossocial II de Ribeirão Pires, familiares e profissionais da saúde participaram nessa terça-feira, dia 17, de caminhada de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. A atividade, que contou com a presença de cerca de 50 pessoas, integra a programação do Setembro Amarelo, promovida durante todo o mês pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde.

O grupo caminhou do CAPS II, situado na região central, pela Rua Miguel Prisco, passando pela Felipe Sabbag e Rua Boa Vista. Após a caminhada, os pacientes participaram de atividade de relaxamento.

"Nossa equipe preparou ações de conscientização sobre esse importante tema, que deve ser sempre debatido para que todos saibam que a depressão e outros problemas podem levar uma pessoa a uma medida extrema. É muito importante ouvir quem passa por uma situação como essa, apoiar e indicar caminhos para que possa se restabelecer", explicou a secretária de Saúde de Ribeirão Pires, Patrícia Freitas.

A programação do Setembro Amarelo segue até o final do mês com rodas de conversa, atrações culturais, entre outras intervenções. No próximo dia 25, a Secretaria de Saúde promoverá a palestra "Sua Saúde Mental Importa: Impactos Sociais na Saúde Mental", ministrada pela mestre em Gestão e Avaliação de Políticas Sociais pela Universidade de Grenoble, França, Aline Fernanda Fogaça. O evento, que acontecerá às 14h, no Anfiteatro Arquimedes Ribeiro, tem entrada gratuita.

No dia 26, a partir das 9h30, a Vila do Doce (Rua Boa Vista, S/N – Centro) sediará oficina musical com pacientes dos CAPS e familiares. A atividade será aberta a toda a população, como forma de promover a integração e a quebra de preconceitos.

O Setembro Amarelo chama a atenção da população sobre o suicídio, ressaltando a importância do acompanhamento de especialistas e do apoio às pessoas que enfrentam problemas de saúde, como a depressão, entre outras causas que podem provocar o ato.

“Em nossa rede de saúde municipal, oferecemos serviços gratuitos de acolhimento, diagnóstico, orientação e tratamento para moradores que precisam desse suporte para enfrentar e superar o problema”, reforçou a secretária de Saúde da cidade.

Em julho desse ano, a Prefeitura de Ribeirão Pires realizou mais de 6.500 atendimentos nas três unidades dos CAPS da cidade. A rede municipal de saúde mental conta, ainda, com seis Residências Terapêuticas, que abrigam pessoas antigamente atendidas em hospitais psiquiátricos (extintos pela Lei Antimanicomial).

Comente aqui