Data: 20/02/2020 15:12 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

FSS de Ribeirão Pires inicia cursos profissionalizantes de 2020

Mais de 240 moradores inscritos em diferentes áreas profissionais participarão das atividades gratuitas


Fundo Social de Ribeirão Pires inicia cursos profissionalizantes de 2020
Fundo Social de Ribeirão Pires inicia cursos profissionalizantes de 2020

Crédito: Mariana Rodrigues

O Fundo Social de Ribeirão Pires realizou nessa quinta-feira, dia 20, aula inaugural dos cursos profissionalizantes do primeiro semestre de 2020. Durante o evento, realizado no Anfiteatro Arquimedes Ribeiro, os alunos matriculados conheceram mais sobre as atividades que serão desenvolvidas nesse e nos próximos meses.

“É uma grande alegria receber todos os alunos nesse momento inicial dos cursos. Desde 2017, mais de 2.200 pessoas passaram por aqui, fizeram as atividades e foram certificadas. São histórias de superação e de crescimento que nos inspiram e nos fazem seguir trabalhando”, declarou durante a aula inaugural a presidente do Fundo Social e primeira-dama de Ribeirão Pires, Flávia Dotto.

O prefeito Adler Teixeira – Kiko participou do evento. “A cada nova turma formada, conhecemos mais e mais exemplos de pessoas que acreditaram em seu potencial, buscaram conhecimento e conquistaram novas oportunidades a elas e suas famílias. Desejamos a todos os alunos um bom curso e agradecemos a todos os profissionais envolvidos nas ações voltadas à qualificação, tanto do Fundo Social, como da Prefeitura”, disse.

O Fundo Social de Ribeirão Pires abriu para esse semestre vagas em cursos profissionalizantes gratuitos de Padaria Artesanal, Assistente de Cabeleireiro, Manicure e Pedicure, Corte e Costura, Informática, Pedreiro, Assentador de Piso e Chocolateiro. Em parceria com o SENAI, foram abertas novas vagas para o curso de Eletricista Instalador. Por meio de convênio com o Fundo Social do Estado, com apoio da ETEC, há novas turmas de Barbeiro e de Assistente de Cabeleireiro.

Entre os alunos da nova turma de corte e costura está Joélia Sousa Santos Nascimento, 54 anos, moradora de Ouro Fino. “Já trabalho com artesanato, mas sentia falta de conhecimentos em corte, medidas. Há algum tempo aguardava pra fazer o curso. A técnica sempre ajuda muito. Vou fazer as aulas com carinho, pra reforçar na minha renda”, contou.

Crédito: Mariana Rodrigues

Comente aqui