Data: 27/02/2020 11:04 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

Estudantes de Ribeirão Pires participam de avaliação do Instituto Ayrton Senna

Prova foi aplicada para 1.328 estudantes do 1º ao 3º ano do Fundamental inseridos no programa Gestão da Política de Alfabetização


Estudantes de Ribeirão Pires participam de avaliação diagnóstica do Instituto Ayrton Senna
Estudantes de Ribeirão Pires participam de avaliação diagnóstica do Instituto Ayrton Senna

Crédito: João Damásio

Estudantes da rede municipal de ensino de Ribeirão Pires participaram na última semana, dias 19 e 20 de fevereiro, de avaliação diagnóstica em Língua Portuguesa e Matemática. A prova, aplicada em parceria pela Secretaria de Educação da Prefeitura e pelo Instituto Ayrton Senna, tem por objetivo monitorar a evolução dos alunos e possibilitar o aperfeiçoamento dos métodos de ensino em sala de aula.

Participaram da avaliação 1.328 estudantes do 1º ao 3º ano do Fundamental I inseridos no programa Gestão da Política de Alfabetização, desenvolvido por meio da parceira com Instituto Ayrton Senna.

Parceria - Cerca de três mil alunos da rede municipal de ensino de Ribeirão Pires participam dos projetos "Gestão da Política de Alfabetização” e “Gestão Nota 10”.  Sem gerar custos ao município, o programa “Gestão da Política de Alfabetização” tem proposta inovadora, que utiliza o conceito de alfabetização integral.  O objetivo é alfabetizar todos os alunos do ciclo inicial por meio da modernização dos processos de gestão (educacional, escolar e da sala de aula), do compartilhamento de responsabilidades entre as instâncias e da formação dos profissionais envolvidos.

Neste ano, o “Gestão da Política de Alfabetização” envolve 98 professores titulares e de apoio. O “Gestão Nota 10” capacita as equipes das unidades escolares e acompanha, também, o desempenho dos alunos do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental II e a assiduidade dos professores. Esse programa envolve cerca de 74 profissionais e beneficia 1.797 alunos do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental I e II.

De acordo com a secretária de Educação, Flávia Banwart, o foco da parceria é também a formação dos profissionais da rede que reflete na qualidade da educação municipal. 

“Com a parceria, desde 2017, já observamos o desenvolvimento integral de muitos alunos. Não apenas do desenvolvimento das competências de leitura, escrita e numeramento, mas também de competências socioemocionais, científicas e corporais”, explicou a secretária.

O resultado da avaliação diagnóstica deve ser divulgado pelas unidades de ensino em março. Com o resultado, a Secretaria de Educação irá subsidiar a ação de professores, coordenadores pedagógicos e gestores para a realização de intervenções pedagógicas, a fim de se assegurar a todas as crianças a qualidade no ensino e aprendizagem.

Comente aqui