Data: 21/10/2021 17:00 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

No Dia da Alimentação Escolar, Conselho Municipal de Ribeirão Pires apresenta receitas

Conselheiros se reuniram para testar opções de bolos e alimentos saudáveis que poderão ser inseridos no cardápio das escolas municipais


Conselheiros se reuniram para testar opções de bolos e alimentos saudáveis que poderão ser inseridos no cardápio das escolas municipais
Conselheiros se reuniram para testar opções de bolos e alimentos saudáveis que poderão ser inseridos no cardápio das escolas municipais

Crédito: PMETRP

Integrantes do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (CAE) de Ribeirão Pires e profissionais da Secretaria de Educação se reuniram nesta quinta-feira, 21, para apresentar e testar novas receitas saudáveis e nutritivas que poderão entrar no cardápio da merenda nas escolas municipais. A ação marca o Dia Nacional da Alimentação Escolar.

Quatro opções de receita foram sugeridas e degustadas pelas participantes do CAE: um bolo de aveia e manga, sem adição de açúcar; uma torta de batata doce, frango e aveia; um pão feito com ovo, aveia e leite em pó; e um salgadinho, sem adição de sal, feito com grão de bico.   

“As crianças não podem estar comendo as coisas doces, então realizamos e experimentamos essas receitas que podem, por exemplo, substituir outras que levavam açúcar”, explicou Marilene da Silva, representante da Sociedade Civil no Conselho Municipal de Alimentação Escolar. “Esse trabalho conscientiza sobre a importância da alimentação saudável e para que tenham uma alimentação mais variada e nutritiva”, completou. 

A Secretaria de Educação de Ribeirão Pires iniciou neste ano processo de reestruturação do departamento responsável pela alimentação nas escolas. Um dos avanços foi a adequação do cardápio da merenda à Resolução Federal (n°6/2020). Com isso, itens mais saudáveis são priorizados no preparo das refeições. Com a mudança, por exemplo, os achocolatados com adição de açúcar foram substituídos por leite com cacau 100%. “Estamos pensando e elaborando itens que chamem a atenção das crianças, para despertar o interesse pelos alimentos ofertados”, explicou a nutricionista da rede municipal de ensino, Silvana Mieza Ferreira Sarro. 

Comente aqui