Data: 12/04/2013 12:10 / Autor: Redação / Fonte: PMRP

Defesa Civil atendeu mais de 300 ocorrências nos 100 primeiros dias do ano

Setor foi reestruturado e passou a contar com parcerias para a elaboração do Plano Municipal de Redução de Riscos


 

Com atendimento significativo devido ao período de chuvas de verão, seguindo o Plano Preventivo de Defesa Civil de Ribeirão Pires (PPDC 2012/2013) que vigora desde o início de dezembro e se estende até 30 de abril, a Prefeitura atendeu, nos primeiros 100 dias deste ano, 316 ocorrências, das quais: 190 relacionadas a corte, poda ou queda de árvores; 33 relacionadas a deslizamentos; 19 vistorias em residências; 22 vistorias em muros que ofereciam algum tipo de risco; 4 ocorrências de infiltração e 7 ocorrências de alagamento.

No início do ano, o capitão PM José Raimundo Magalhães Barbosa assumiu a coordenadoria municipal de Defesa Civil (COMDEC). Reformado do Corpo de Bombeiros, o capitão Magalhães, como é conhecido, está consolidando contatos para estruturar a Defesa Civil em novo endereço, na Rua Guimarães Carneiro, 360 – Vila Mortari, onde era a Guarda Civil Municipal. O local passa por melhorias para se adequar às necessidades de atendimento ao munícipe.

Neste período, a Defesa Civil, em parceria com o Instituto de Pesquisa Tecnológica, viabilizada através do Consórcio Intermunicipal ABC, efetuou vistoria técnica em mais de 30 vias em 19 bairros para a elaboração do Plano Municipal de Redução de Riscos. Terminado o reconhecimento dos locais para posterior sobrevoo de helicóptero em baixa altitude e registro das áreas demarcadas, o mapeamento deve ser concluído em julho.

Com a conclusão dos trabalhos junto ao IPT, Ribeirão Pires, fica apta a pleitear recursos federais, conforme prevê a Lei Federal de Proteção e Defesa Civil. Após essa etapa, deverá ser elaborado o PLACON (Plano de

Contingência) que habilita o município a receber o kit básico para reestruturação das intervenções de proteção e Defesa Civil. Esses são pré-requisitos do Ministério da Integração Nacional para o atendimento às necessidades de proteção nas defesas civis municipais em todo o país.

Estrutura - Atualmente a Defesa Civil conta com duas equipes plantonistas operacionais. Eles respondem pelas intervenções indicadas pela equipe técnica, composta por um engenheiro civil, uma arquiteta, um agente fiscal e um biólogo. O atendimento é efetivo, funciona 24 horas por dia através do telefone de emergências 199.

Comente aqui