Data: 02/12/2019 13:53 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

6º Festival do Cambuci movimentou Ribeirão Pires no fim de semana

Evento promovido pela Prefeitura entre os dias 29/11 e 1/12 abriu espaço para comercialização de produtos derivados do Cambuci


Crédito: Mariana Rodrigues

Doze produtores de Ribeirão Pires e cidades integrantes da Rota do Cambuci - como Bertioga, São Paulo, Salesópolis, e São Lourenço da Serra, marcaram presença durante a 6ª edição do Festival do Cambuci, que aconteceu entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro, na Tenda Multicultural do Complexo Ayrton Senna - região central da cidade.

O evento, realizado por meio de parceria entre a Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura e a Rota do Cambuci, é uma das ações de fomento ao turismo local, além de estimular a exposição e comercialização de produtos variados do fruto.

O expositor Nilson Máximo, 48 anos, trabalha com cambuci há sete anos, no Rancho Inhame Bravo, na cidade de São Lourenço da Serra, município do Vale do Ribeira. “Eu desenvolvo diversos produtos derivados do fruto. Fomos os pioneiros na criação de produtos salgados com o cambuci, além de cachaças e licores. Para promover a geração de trabalho e renda, o Rancho compra o fruto de pequenos agricultores de cidade em nosso entorno”, afirmou.

“Espaços como esse aproximam o pequeno produtor do consumidor, mostrando que existem pessoas que se empenham para que o alimento chegue ao mercado. Tira o estigma ligado ao pequeno produtor, ilustrado como alguém que não teve oportunidade, e mostra que, na verdade, ele é aquele que tem amor pela terra, pela natureza e pelo próximo”, conclui.

Visitantes e moradores puderam encontrar diversas delícias, além de cachaças e licores, compotas, geleias, bolos, biscoitos, sucos, xaropes, cerveja, patês, pimentas, antepastos e muitos outros produtos derivados do fruto.

Nascida na Estância, Noemi de Mello, 50 anos, esteve distante da cidade por 47 anos. De volta há onze meses, a ribeirão-pirense visitou o evento e está determinada em aproveitar o nicho do mercado turístico como fonte de renda.

“Estou terminando um curso de guia de turismo e pretendo explorar a cidade. Passei por muitos locais e vejo que Ribeirão Pires tem grande potencial. Existe espaço sendo aberto dentro do turismo da cidade. Acredito que os profissionais, a sociedade e investidores do setor podem se unir, fomentar e aproveitar essas oportunidades, ajudando a criar uma identidade para a Estância, além de gerar renda e muitos empregos”, explicou a munícipe.

Em mais uma edição, o produtor Cambusales foi um dos representantes de Ribeirão Pires no evento. A proprietária Cleuza Maria de Sales Queiróz, 56 anos, trabalha há sete anos com o fruto, em negócio familiar. “Plantamos, cozinhamos, embalamos, tudo feito em família. Esse evento é um espaço para que as pessoas conheçam esse fruto brasileiro, suas propriedades e as delícias que podem ser feitas com ele”, explicou.

O Festival também promoveu a valorização dos artistas locais. A programação contou com “On The Vibe”, “Ricardo Reis”, “Siderais” “Aya”, “Paulo Barbosa”, “Carol Melo”, “Luana Giampietro e Junior Gomes”, “Hosana Anjos”, “Steve Sill”, além de apresentações de Dança da Escola Municipal.

Comente aqui