Data: 23/03/2020 17:50 / Autor: Redação / Fonte: PMETRP

Com “drive-thru” e segurança reforçada, Ribeirão Pires inicia vacinação contra a influenza

Campanha Nacional começou nessa segunda-feira, 23. Prefeitura adotou medidas contra o coronavírus para realizar a ação


Iníciou nessa segunda-feira, dia 23, a campanha de vacinação contra a influenza para idosos (acima de 60 anos) e profissionais da saúde. Em Ribeirão Pires, a Prefeitura estruturou esquema especial para fazer a imunização. As doses enviadas pelo Ministério da Saúde, 5 mil para o município, não foram suficientes para atender a demanda, que foi grande durante todo o dia.

Todas as vacinas disponíveis foram aplicadas até o meio da tarde dessa segunda-feira. A Prefeitura está solicitando o envio de mais doses para atender a demanda do público prioritário nessa primeira etapa da campanha.

Como forma de prevenir a disseminação do coronavírus, a Prefeitura de Ribeirão Pires estruturou esquema especial para a vacinação. “Drive-thru” foi montado no Complexo Ayrton Senna (região central da cidade) para que idosos e trabalhadores da saúde pudessem ser imunizados sem descer do carro.

Assim que o município receber mais doses da vacina contra a influenza, o “drive-thru” seguirá atendendo os moradores, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, assim como os demais dez pontos de vacinação.

Além do “drive-thru”, a vacinação está sendo realizada em nove Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família de Ribeirão (USFs), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A única exceção será a UBS Central. Por questões de segurança, dentro das medidas de combate ao coronavírus, as doses da vacina para essa unidade estão sendo aplicadas na Câmara Municipal da cidade.

Em todas as unidades de saúde, separadores de fila estão sendo utilizados para manter distância de segurança entre as pessoas. A entrada na unidade para a aplicação da vacina é controlada – número restrito de pessoas por vez dentro do ponto de vacinação. As orientações de higiene e segurança adotadas pela Prefeitura para o combate ao coronavírus foram intensificadas para a realização da campanha.

Para a vacinação, o idoso ou profissional da saúde deve apresentar carteirinha de vacinação e documento de identidade com foto (RG ou CNH).

O Governo Federal esclarece que “o Ministério da Saúde inverteu a ordem de público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. Primeiro, serão vacinados os idosos e os trabalhadores de saúde, que atuam na linha de frente do atendimento à população”.

Segundo o Ministério da Saúde, “a decisão é mais uma medida de proteção a esses públicos, em especial aos idosos, já que a vacina é uma proteção aos quadros de doenças respiratórias mais comuns, que dependendo da gravidade pode levar a óbito. Outra preocupação é evitar que as pessoas acima de 60 anos, público mais vulnerável ao coronavírus, precise fazer deslocamentos no período esperado de provável circulação do vírus, no país” (fonte: Ministério da Saúde).

A segunda etapa da campanha acontecerá a partir do dia 16 de abril, direcionadas para professores; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; forças de Segurança e Salvamento. Os portadores de doença crônica poderão tomar a vacina somente com encaminhamento do médico.

A partir do dia 9 de maio começará a terceira etapa da Campanha, direcionada a crianças de 6 meses a 6 anos; gestantes; puérperas; povos indígenas, privados de liberdade adolescente e jovens sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos.

Sobre a Campanha
Crianças de seis meses a menores de seis anos que receberam dose da vacina influenza sazonal em 2019 devem receber apenas uma dose em 2020. Deve ser considerado o esquema de duas doses para as crianças de seis meses a menor de nove anos de idade que serão vacinadas pela primeira vez, devendo-se agendar a segunda dose para 30 dias após a 1ª dose.

Objetivo da vacinação
Reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza na população-alvo para a vacinação e atualizar a situação vacinal de crianças, gestantes e puérperas.

Precauções
Doenças febris agudas, moderadas ou graves: recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro, com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença.

Histórico de alergia a ovo
observar indicações médicas e dos profissionais da saúde. Em caso de ocorrência de Síndrome de Guillain-Barré (SGB) no período de até 30 dias após recebimento de dose anterior, recomenda-se realizar avaliação médica criteriosa sobre benefício e risco da vacina antes da administração de uma nova dose.

Pontos de Vacinação – segunda a sexta-feira (das 8h às 17h):

Drive-thru da vacinação -
Em frente à Secretaria de Esporte – Complexo Ayrton Senna (Avenida Prefeito Valdírio Prisco, 193 – Jardim Itacolomy)

Câmara Municipal (região central da cidade – ao lado da UBS Central)
Rua João Domingues de Oliveira, 12 – Centro

UBS CENTRO ALTO
Rua Aurora, 61 – Centro Alto

USF GUANABARA 
Rua Fermino G. Pereira, 398 - Vila Gomes

USF JD. LUSO 
Rua Julio Prestes, 22 - Jardim Luso

USF JD. VALENTINA 
Rua Francisco Tometich, 905 - Jardim Valentina

USF JD. CAÇULA 
Rua Fagundes Varela, 08 - Jardim Caçula

USF OURO FINO 
Rodovia Índio Tibiriçá s/n, ao lado 2753 – Centro – Ouro Fino Paulista

USF QUARTA DIVISÃO 
Estrada da Sondália, 520 - Quarta Divisão

UBS SANTA LUZIA 
Rua Prof. Antonio Nunes, 551- Santa Luzia

USF VILA SUELI 
Rua AntonioZampol, 221 - Vila Sueli

Comente aqui