Data: 13/10/2021 17:16 / Autor: Redação / Fonte: PMM

Mauá realiza no sábado (16/10) o Dia V da Campanha de Multivacinação

UBSs aplicarão imunizantes contra doenças como sarampo e tuberculose; Covid terá vacinação nas unidades e na tenda sanitária


Mauá realiza no sábado (16/10) o Dia V da Campanha de Multivacinação para crianças e adolescentes
Mauá realiza no sábado (16/10) o Dia V da Campanha de Multivacinação para crianças e adolescentes

Crédito: Evandro Oliveira

Cuidar da saúde de crianças e de adolescentes é um compromisso da Prefeitura de Mauá. Neste sábado (16/10) ocorre o Dia V da Campanha de Multivacinação na cidade. O objetivo da mobilização é atualizar a caderneta de vacinação de crianças de todas as faixas etárias e jovens menores de 15 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias) para protegê-los de enfermidades como sarampo e tuberculose.

A iniciativa será o ponto alto da campanha do Ministério da Saúde, com término previsto para o dia 29 de outubro, que vem aplicando os imunizantes do calendário de vacinação nesta população.

Também estarão disponíveis imunizantes para doenças como catapora, caxumba, poliomielite (paralisia infantil), coqueluche, febre amarela, rubéola, hepatites A e B, meningite C e vírus HPV.  A vacina contra a Covid estará disponível para quem tem 12 anos ou mais.

Para os adolescentes de 12 a 14 anos, que também estão recebendo doses contra o coronavírus, não há necessidade de aguardar intervalo de 14 dias entre os imunizantes diferentes. A atualização da situação vacinal evita os surtos, internações, sequelas, tratamentos de reabilitação e mortes.

As doses serão aplicadas nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde). A tenda sanitária da Praça 22 de Novembro (ao lado do Terminal Municipal) vai se imunizar somente contra a Covid. A aplicação de doses no Dia V será das 9h às 16h.

Nos bairros, as unidades farão a busca ativa dos adolescentes e crianças com a caderneta de vacinação em atraso. O trabalho ficará a cargo das UBSs que têm modelo assistencial Estratégia Saúde da Família e realizam essa ação de forma presencial, assim como aquelas que realizam essa ação de forma mista (presencial e por telefone) ou tradicional (contato telefônico).

Os pais ou responsáveis deverão levar os menores de idade às UBSs com a caderneta de vacinação para que um profissional avalie quais doses precisarão ser aplicadas. Em caso de perda do documento é fundamental comparecer ao local para verificar como poderá ser iniciado ou retomado o esquema vacinal.

Quem tomou imunizantes contra a Covid da Pfizer ou da AstraZeneca há no mínimo 56 dias está apto a receber a segunda dose. A CoronaVac não faz parte do processo por conta de o prazo entre uma dose e outra ser diferente.

Idosos com 60 anos ou mais podem receber a terceira dose de reforço. Nesse caso, é preciso ter tomado a segunda dose ou a única há pelo menos seis meses. Imunossuprimidos a partir de 18 anos devem esperar 28 dias após a última dose do esquema de imunização (segunda ou única) para a aplicação da terceira.

Para garantir a terceira dose contra a Covid é preciso apresentar o comprovante de vacinação das duas doses ou dose única, além de documento com foto.

Os menores de idade (12 a 17 anos) devem estar acompanhados de responsável e com a carteira de vacinação atualizada. Quem for tomar a segunda dose não deve esquecer do comprovante da primeira.

Comente aqui