Data: 22/07/2015 13:54 / Autor: Redação / Fonte: PMM

Mauá realiza atualização em Suporte Avançado de Vida para médicos e enfermeiros

Aproximadamente 400 profissionais das UBSs, UPAs, SAMU e SAD participam da atividade que termina em setembro


Os alunos puderam utilizar um boneco em tamanho natural de um adulto para as práticas dos procedimentos
Os alunos puderam utilizar um boneco em tamanho natural de um adulto para as práticas dos procedimentos

Crédito: Gil Sobrinho

A Secretaria de Saúde de Mauá está promovendo o curso de atualização em Suporte Avançado de Vida, coordenado por profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para todos os médicos, enfermeiros e técnicos da rede municipal, o que significa mais de 500 servidores.

A iniciativa segue até o dia 9 de setembro, com aproximadamente 20 participantes a cada dia até atingir a totalidade das equipes do próprio SAMU, Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD).

O foco do curso é a Cardiologia, dirigido principalmente para identificar alterações no funcionamento do coração, inclusive detalhando para a análise dos eletrocardiogramas que são realizados rotineiramente nos serviços e os cuidados necessários em pessoas com parada cardíaca, por exemplo. A duração é de 20 horas/aula.

Durante uma das aulas, 20 profissionais de diferentes serviços estiveram reunidos na Sala da Comunidade da UBS Capuava, sob orientação do médico intensivista e regulador do SAMU-Mauá, João Rubens Paes. Pós-graduado em Urgência e Emergência pelo Hospital Albert Einstein, João Rubens trabalha há um ano na cidade e elogia a ação. “Acho fantástico o nível de interesse destas pessoas, que vai aumentando progressivamente, e também o fato de a gente ter a oportunidade de treinar a rede inteira”, cita o médico.

Acho muito importante essa atualização, tanto que propus outros cursos, como o neo-natal. Achei formidável e precisamos mesmo nos atualizarmos”, comenta a médica da rede municipal de saúde Valéria Dokukowski, que atende na UBS do Jardim Primavera.

Para a médica cubana Martha Pedrosa a experiência foi bastante diferente, já que em seu país os serviços de saúde têm especialistas para estas emergências em todos os locais. “Achei muito bom, muito importante e diferente. Assim, será possível tomar as primeiras medidas antes da chegada do especialista e isso é bastante benéfico”, analisou a integrante do Programa Mais Médicos, que atua na UBS da Vila Assis.

Na atividade, os alunos puderam utilizar um boneco em tamanho natural de um adulto para as práticas dos procedimentos. É uma ferramenta que funciona com energia elétrica e possibilita treinar entubação, perceber o movimento cardíaco, pulmonar e abdominal. O boneco ainda tosse, chora, tem alteração de pressão arterial, vomita e fala. Ele foi cedido pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que é parceiro na capacitação das equipes do SAMU-Mauá.


Comente aqui