Data: 23/07/2019 17:38 / Autor: Redação / Fonte: BRK Ambiental

Mauá é destaque em Ranking de Saneamento Básico

Percentual de tratamento de esgoto da cidade é o melhor índice entre as cidades da Região Metropolitana de São Paulo


Estação de Tratamento de Esgoto
Estação de Tratamento de Esgoto

Crédito: BRK Ambiental

Mauá está entre as cidades com os melhores índices de saneamento básico da Região Metropolitana de São Paulo, segundo ranking divulgado nesta terça-feira, 23 de julho, pelo Instituto Trata Brasil. O levantamento abrange os 100 maiores municípios do Brasil, onde habitam 40% da população.

A cidade de Mauá, que conta com aproximadamente 500 mil habitantes e acolhe a nascente do Rio Tamanduateí, terceiro maior afluente do Rio Tietê, se destaca pelos índices de esgotamento sanitário, 95% de coleta de esgoto e 72% de tratamento, de acordo com dados obtidos por meio do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) - ano base 2017. Com isso ocupa a 24ª posição do ranking do saneamento do Trata Brasil das 100 maiores cidades do país.

Atualmente o indicador de tratamento de esgoto da cidade atinge 74%, resultando na inclusão de mais de 350 mil pessoas ao serviço.

Na região Metropolitana de São Paulo, o estudo mostra ainda que a capital conta com 62% de tratamento de esgoto, seguida de Mogi das Cruzes com 61% de tratamento; Santo André com 35% de tratamento; São Bernardo do Campo 34% de tratamento; 25% de tratamento; Diadema com 19% de tratamento; e Guarulhos com 3% de tratamento.

Os indicadores do Ranking do Saneamento apontam que quase 100 milhões de brasileiros vivem sem coleta de esgotos (47,6% da população) e apenas 46% dos esgotos gerados no país são tratados. O estudo mostra ainda que somente 46 cidades possuem mais de 80% da população com coleta de esgoto e, com relação ao tratamento de esgotos, somente 22 municípios tratam mais de 80%.

O avanço dos índices de coleta e tratamento de esgoto na cidade de Mauá são reflexo da continuidade dos investimentos já da ordem de R$ 250 milhões realizados pela BRK Ambiental, proporcionando a ampliação do Sistema Público de Esgotamento Sanitário, a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto na cidade (ETE-Mauá) que já trata em torno de 50 milhões de litros por dia e a consequente despoluição de cursos d´água e córregos que cortam o município.

A metodologia completa do Ranking está disponível no site oficial do Instituto Trata Brasil – www.tratabrasil.org.br que detalha os indicadores e as notas dos municípios perfazendo a colocação de cada cidade.

Comente aqui