Data: 26/08/2019 14:05 / Autor: Redação / Fonte: BRK Ambiental

Mauá avança em interligações do serviço de tratamento de esgoto


Obras- Brás Cubas
Obras- Brás Cubas

Crédito: divulgação/BRK Ambiental

A BRK Ambiental executou ao longo ano de 2018 obras de interligação das tubulações nas bacias dos córregos Bocaina, Taboão e Capitão João, além do Rio Tamanduateí. Com o fim das obras mais de 7 mil e 600 famílias foram beneficiadas com o serviço de tratamento de esgoto. Atualmente o indicador de tratamento de esgoto da cidade é o melhor índice da região Metropolitana de São Paulo, atinge 74%, resultando na inclusão de mais de 350 mil pessoas ao serviço.

Dando continuidade ao plano de investimentos e avanços na prestação do serviço mais interligações serão feitas nos córregos Itrapoã, Bocaína e o Rio Tamanduateí, em trecho que corta o bairro Jardim Itapark. A meta da Concessionária é ampliar o serviço de tratamento de esgoto para cerca de 12.000 famílias que passam a ter o suporte diário de uma rede de esgoto responsável por coletar e afastar os efluentes gerados nas suas residências e transportar este material para o efetivo tratamento. 

Como forma de minimizar os impactos trazidos no período das intervenções na mobilidade urbana, a equipe da Concessionária estabeleceu ações seguras de trânsito e sinalização adequada como meio de mitigar riscos e evitar acidentes. Para tanto, as obras contarão com uma equipe de orientação de trânsito local, faixas demarcadas para passagem de pedestres e sinalização noturna, além de comunicação previa para os moradores de cada local.

Com o aumento do índice de tratamento prevemos menos impacto na saúde com a diminuição de doenças como cólera, disenterias, hepatite infecciosa e inúmeros casos de verminoses que podem ser transmitidas pela disposição inadequada dos esgotos e são responsáveis por elevados índices de mortalidade em países do terceiro mundo. As crianças são suas vítimas mais frequentes, uma vez que a associação dessas doenças à subnutrição é, geralmente, fatal.

“O déficit de saneamento é um dos fatores determinantes para a taxa de internação por diarreia, importante indicador de qualidade de vida e saúde”, diz, Cleber Renato Virginio da Silva, diretor de contrato da BRK Ambiental, responsável pelos serviços de saneamento em Mauá. “Por isso continuamos a avançar com os investimentos na universalização dos serviços”.

Reforçando a relação entre saúde e saneamento básico de acordo com estudo recente lançado pelo Instituto Trata Brasil, a falta de saneamento básico tem impactos negativos para a vida da mulher Brasileira. Segundo o estudo o acesso a coleta e tratamento de esgoto tiraria imediatamente 635 mil de mulheres da pobreza, a maior parte delas negras e jovens. Hoje no país 27 milhões de mulheres – uma em cada quatro – não têm acesso adequado à infraestrutura sanitária e o saneamento é variável determinante em saúde, educação, renda e bem-estar.

Assim, as intervenções que serão realizadas na cidade ao longo deste ano, demonstram além do impacto direto na recuperação do rio Tamanduateí a preocupação da Concessionária em oferecer qualidade de vida e bem-estar para os moradores pela eliminação do mau cheiro e do contato com o esgoto.

Comente aqui