Data: 10/02/2020 16:23 / Autor: Redação / Fonte: BRK Ambiental

Água da chuva não deve ser direcionada para a rede de esgoto

Entenda porque água da chuva e água de esgoto não devem ser misturadas!


Crédito: BRK Ambiental

Estamos enfrentando um período de chuvas constantes na cidade de Mauá e a BRK Ambiental, concessionária de esgotamento sanitário, alerta para o lançamento da água de chuva na rede de esgoto.

O despejo da água pluvial, provenientes da chuva, não pode ser feito na rede de esgoto por domicílios, estabelecimentos comerciais e industrias. Essa prática causada pelo desconhecimento do tema ou ligações clandestinas é proibida por lei, pois danifica o sistema de afastamento e coleta do esgoto, pois a tubulação é dimensionada para receber somente o esgoto doméstico medindo normalmente, 15 cm de diâmetro, enquanto que a de águas pluviais tem, no mínimo, o dobro, 30 cm. Sendo assim, a rede de esgoto não tem capacidade para aguentar o grande volume proveniente das águas de chuva, causando extravasamentos.

Além dessa alteração no diâmetro das redes há outras diferenças entre a rede que faz a coleta de esgoto das residências e a rede pluvial que faz a drenagem da água da chuva da cidade.

A rede de drenagem pluvial coleta as águas de chuva por meio das “bocas de lobo”, que geralmente são retangulares e ficam próximas às calçadas. Já as redes de esgoto coletam apenas os esgotos sanitários por meio das ligações que interligam as residências à rede pública.

Os problemas aparecem quando as duas redes são interligadas indevidamente. Isso pode ocorrer através de ligações mal feitas ou clandestinas.  

O esgoto despejado incorretamente na rede de água de chuva em vez de ser conduzido para a estação de tratamento será lançado diretamente em rios, lagos e mares, poluindo os mananciais.  

E o oposto também é ruim, quando as águas da chuva caem equivocadamente na rede de esgoto e aumentam as chances de extravasamentos, com o retorno do esgoto para as residências. Esse problema causa um enorme transtorno, pois toda a sujeira e mau cheiro do esgoto acabam retornando para dentro de casa, causando mau cheiro e colaborando com a incidência de doenças.

Nos períodos chuvosos, as ocorrências de extravasamento de esgoto aumentam por causa da grande vazão de águas pluviais interligadas, em 2019 os atendimentos a ocorrências operacionais resultaram em mais de 4 mil desobstruções e manutenções nas redes e ramais de esgoto da cidade, reforça Bruno Gravatá responsável pela área Operacional da BRK.

Portanto, promover a ligação de seu imóvel à rede de esgoto, de acordo com os critérios definidos pela concessionária, é uma contribuição muito importante para a preservação do meio ambiente e a saúde da sua família.

Fuja de ligações clandestinas e garanta o bom funcionamento das redes de esgoto e de drenagem pluvial de sua cidade.

Comente aqui