Teago Oliveira

Música

  • Auditório Ibirapuera- Oscar Niemeyer
  • Avenida Pedro Álvares Cabral
  • Ibirapuera - São Paulo/SP
  • 18 de Outubro às 21:00

  • Estacionamento
  • Acessibilidade
  • ArCondicionado
  • Capacidade: 806 pessoas
  • Recomendação Etária
  • Preço Médio Baixo
  • Ingressos: 30,00/15,00
Curtir curtir seja o primeiro a curtir

Teago Oliveira

Autor:



Boa Sorte é o nome do primeiro disco de Teago Oliveira, vocalista e guitarrista da Maglore, lançado no último dia 17, em parceria com a Natura Musical e distribuição da gravadora Deck. A estreia ao vivo em São Paulo, com o repertório do álbum sendo tocado na íntegra, acontecerá no dia 18 de outubro, sexta-feira, às 21 horas, no Auditório Ibirapuera. “As músicas são mais calmas e o show terá uma atmosfera mais contemplativa. Essa será a principal diferença em relação ao que faço com a banda”, conta Teago.

Além das 11 faixas inéditas que compõem o disco, Teago apresentará algumas canções de sua autoria que foram regravadas por outros músicos. Sua carreira como artista solo aparece no momento que seu nome é destaque entre a música contemporânea brasileira. Recentemente, “Motor”, composta por ele e lançada originalmente pela Maglore no disco Vamos pra Rua (2013), foi interpretada tanto por Gal Costa quanto por Pitty, e é faixa seu álbum Matriz (Deck/2019), além de “Não Existe Saudade no Cosmos”, canção inédita gravada por Erasmo Carlos e escolhida como single de seu disco Amor é Isso (2018).

O show será intercalado entre momentos solitários, em que apenas seu violão de casa e sua guitarra Snake dos anos 1960 acompanharão sua voz. Em outras partes, terá baixo, percussão e programações eletrônicas sendo executadas por dois músicos de apoio. Para compor a atmosfera acolhedora, a iluminação cênica será mais parada, com pouco movimento de luz, predominando os tons quentes de uma paleta de cores bem definida.

Em seu disco Boa Sorte, Teago envolve suas composições em elementos que criam uma paisagem sonora antiga, como mellotron, cordas e tambores. Busca por uma estética mais percussiva e experimenta texturas que fogem de uma formação convencional de bandas com guitarra, baixo e bateria. Os arranjos, em sua maioria, foram nascendo no momento da gravação, sem passar por etapa de pré-produção, assim como algumas vozes guias, que acabaram entrando na versão final. Produzido por Leonardo Marques (III e Todas as Bandeiras), na Ilha do Corvo, em Belo Horizonte, Teago foi à Minas Gerais dar cor ao seu lado mais cancionista. A mixagem e masterização são de Gui Jesus (selo RISCO).

O projeto do disco “Boa Sorte” foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2018 e do Estado da Bahia, através do programa Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda. “Natura Musical foi criado para valorizar a diversidade e identidade da música brasileira”, diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. “Desde 2012, o edital já ofereceu recursos para 38 projetos na Bahia, como Russo Passapusso, Lucas Santtana, OQuadro, Ederaldo Gentil e, agora, o Teago Oliveira”, completa.

Serviço

Show: Teago Oliveira - “Boa Sorte”

Data: 18 de outubro (sexta)

Horário: 21h

Local: Auditório Ibirapuera

Endereço: Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque do Ibirapuera (Entrada para carros pelo Portão 3)   

Ingressos: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia entrada)

Venda online: Sympla

Bilheteria do Auditório Ibirapuera (Sextas-feiras e sábados, das 13h às 22h. Domingos, das 13h às 20h)

Classificação: Livre para todos os públicos

Duração: 90 minutos (aproximadamente)

Comente aqui