Data: 29/04/2021 19:22 / Autor: Redação / Fonte: Prefeitura de Diadema

Sua Fome me Incomoda: em um mês, campanha entregou 75 toneladas em doações

Campanha segue até o final de junho em Diadema


Crédito: Divulgação

Quando a campanha “Sua Vida Importa pra Mim e Sua Fome me Incomoda” começou, no dia 27 de março durante o 1º Festival Cultura Solidária, a expectativa em criar uma grande rede de solidariedade em Diadema já era enorme. No entanto, nem mesmo o mais otimista morador da cidade seria capaz de adivinhar que a iniciativa poderia atingir números tão abonadores.

Passado um mês desde o seu lançamento, é indiscutível o papel que a campanha ganhou na luta contra a fome ao levar comida à mesa de mais de 20 mil pessoas. Nesses 30 primeiros dias de existência – a campanha segue até pelo menos o final de junho – foram 93 toneladas de doações arrecadadas, a maior parte de alimentos não perecíveis, legumes, frutas e verduras, mas também produtos de limpeza e kits de higiene.

Deste total, cerca de 75 toneladas já chegaram às famílias diademenses por meio de um grande mutirão de trabalho realizado pelo Comitê de Combate à Fome, instituído por meio de decreto e que envolve as secretarias de Assistência Social ( SASC ) Secretária de Segurança Alimentar ( Banco de Alimentos ), o Fundo Social de Solidariedade de Diadema, com o apoio de diversas entidades sociais da cidade.

Para a primeira-dama e presidenta do Fundo Social, Inês Maria de Filippi, a campanha mostrou que, apesar de o cenário ser de preocupação em função da pandemia do coronavírus, o diademense mais uma vez mostrou total empatia e solidariedade pelos que hoje passam por dificuldade. "Em situações como essa é que vemos o quanto o diademense é unido”, comemora.

O secretário de Segurança Alimentar, Geraldo Antonio da Silva, completa: “Estamos passando pela maior crise social da nossa história, mas eu nunca vi a população se mobilizar tanto para dividir um alimento com alguém. É comovente ver que todos os dias só aumenta a vontade da população de compartilhar”.

Patty Ferreira, vice-prefeita e secretária de Assistência Social, finaliza que a campanha está em andamento e que a luta contra a fome é permanente. “Os números são impressionantes e temos muito a comemorar, mas o trabalho só acaba quando todos aqueles que não tem o que comer receberem algum tipo de alimento”.

Comente aqui