Data: 28/07/2015 17:27 / Autor: Redação / Fonte: PMD

Segurança Alimentar debate mudanças e segurança na feira em Diadema

A equipe de fiscalização da Secretaria de Segurança Alimentar se reuniu com feirantes do Jardim Marilene, na manhã de ontem, 27/07, para debater melhorias nas feiras


Reunião com feirantes - Jardim Marlene
Reunião com feirantes - Jardim Marlene

Crédito: Ricardo Cassin

O tema principal do encontro, realizado no Centro de Referência de Segurança Alimentar e Nutricional de Diadema (Cresand), foi a mudança de algumas barracas para oferecer mais segurança dos feirantes e moradores, após o acidente envolvendo um carro em fuga, que colidiu na ponta da feira.

Os fiscais estão nas feiras durante todo período de funcionamento com a finalidade de orientar os empreendedores. A equipe da Secretaria da Segurança Alimentar visa beneficiar os trabalhadores, clientes e moradores das regiões onde ocorrem as feiras. “Estamos trabalhando para melhorar o ambiente, trazer segurança, e deixar a feira melhor organizada, sempre mantendo a excelência e a qualidade”, explica o titular da pasta, Eduardo Minas. O trabalho é realizado em parceria com a Guarda Civil Metropolitana (GCM).

O comandante da GCM, Valdinar Sirilo da Hora, ressaltou que “a guarda está presente nas feiras para manter a integridade física de cada um, com o objetivo de promover o bem. Por isso, vale a participação de todos”.

Diadema possui 24 feiras livres, uma feira noturna e a feira gastronômica onde trabalham 368 feirantes, 270 ambulantes de ponta de feira e 190 que atuam em diversos pontos da cidade.

O feirante Arnon Ferreira dos Santos estava no local do acidente, gravou a cena e sua barraca quase foi atingida. “Eu vendo correntes, bolsas, e outros objetos. Por pouco, eu não fui atingido. Então, essas mudanças são maravilhosas”, disse. 

As feiras de Diadema acontecem de terça-feira a domingo, das 7h às 13h; a montagem é das 5h às 7h e o período de limpeza, das 13h às 18h. 


Comente aqui